Manuela pode virar vice de Lula nesta quinta

Depois do fracasso da negociação de uma aliança com o PDT, de Ciro Gomes, dirigentes do PCdoB terão um encontro decisivo com o comando do PT, nesta quinta-feira; a expectativa é que Manuela D'Ávila possa vir a ser vice de Lula na disputa de 2018, abrindo mão de seu projeto presidencial; outra hipótese é a formação de uma frente única dos partidos de esquerda, no Rio Grande do Sul, para que ela seja candidata ao governo estadual

Manuela pode virar vice de Lula nesta quinta
Manuela pode virar vice de Lula nesta quinta (Foto: Ricardo Stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Dirigentes de dois dos principais partidos de esquerda do País, PT e PCdoB, terão um encontro decisivo nesta quinta-feira, que poderá dar um novo rumo à corrida presidencial, com a formalização da primeira aliança de peso em torno da candidatura Lula. "Somos aliados históricos, queremos muito o PCdoB e eles têm uma possibilidade real de indicar a vice", aponta um dirigente do PT.

Ontem, houve um encontro entre dirigentes do PCdoB e do PDT, de Ciro Gomes, em que não se chegou a um acordo. Depois disso, a própria Manuela afirmou que o campo progressista terá quatro candidaturas independentes em 2018: a dela, a de Lula (ou de seu eventual substituto), a de Ciro Gomes e a de Guilherme Boulos.

No entanto, PT e PCdoB estiveram juntos em todas as disputas presidenciais desde 1989 e são aliados históricos e é muito provável que a aliança se repita. Se Manuela não for vice, outra hipótese é a formação de uma frente única dos partidos de esquerda, no Rio Grande do Sul, para que ela seja candidata ao governo estadual, contra José Ivo Sartori, do PMDB.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247