Marina sobre Aécio: “hoje, com certeza não o apoiaria”

Pré-candidata à Presidência da república, a ex-senadora Marina Silva (Rede) disse que os ataques que sofreu ao longo da campanha eleitoral de 2014 foram fake news que tiveram origem na estratégia elaborada pelo então marqueteiro do PT na época, João Santana; "Hoje, com certeza não o apoiaria, e acho que a maioria dos que votaram no Aécio e na Dilma não votariam, porque os dois praticaram a mesmíssima coisa. Infelizmente, a eleição de 2014 foi uma fraude", afirmou Marina

Marina Silva e Aécio Neves 
Marina Silva e Aécio Neves  (Foto: Paulo Emílio)

247 - A pré-candidata à Presidência da república, a ex-senadora Marina Silva (Rede) disse que os ataques que sofreu ao longo da campanha eleitoral de 2014 foram fake news que tiveram origem na estratégia elaborada pelo então marqueteiro do PT na época, João Santana. Ela também admitiu que errou ao se aliar com o então presidenciável pelo PSDB, o senador Aécio Neves.

"Costumo brincar que as fake news não foi o [presidente dos EUA, Donald] Trump que inventou. Foi o João Santana, na campanha da Dilma, porque me pintaram como se fosse uma exterminadora do futuro", disse Marina após participar de um debate com lideranças sindicais.

"Hoje, com certeza não o apoiaria, e acho que a maioria dos que votaram no Aécio e na Dilma não votariam, porque os dois praticaram a mesmíssima coisa. Infelizmente, a eleição de 2014 foi uma fraude", afirmou Marina.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247