Morte de Agatha faz Maia defender cautela em bandeira de Bolsonaro para segurança

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, se refere à medida que propõe abrandamento da punição a policiais, integrante do pacote anticrime do ministro Sergio Moro

(Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

247 - A morte da menina Ágatha Félix ,8, reabriu a discussão sobre uma das bandeiras de Jair Bolsonaro (PSL) —e que integra o pacote anticrime assinado por seu ministro da Justiça, Sergio Moro—, o abrandamento da punição a policiais e militares que cometam excessos no combate ao crime. A informação é do jornal Folha de S.Paulo. 

Neste domingo (22), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), lamentou a morte da menina e disse que o caso reforça a necessidade de “uma avaliação muito cuidadosa e criteriosa sobre o excludente de ilicitude que está em discussão no Parlamento."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247