Mourão: Sou um assessor privilegiado e não posso ser desescalado

Eleito vice-presidente, o general Hamilton Mourão (PRTB) ficou conhecido pelas polêmicas que causou em suas declarações; chegou, inclusive, a receber a determinação de ficar em silêncio; passado o pleito, ele agora diz que é um “assessor privilegiado” do novo governo: “Sou um assessor eleito. É diferente dos ministros, que podem ser escalados e ‘desescalados’ a qualquer momento. Eu não posso ser ‘desescalado’”

Mourão: Sou um assessor privilegiado e não posso ser desescalado
Mourão: Sou um assessor privilegiado e não posso ser desescalado

247 – O general Hamilton Mourão (PRTB), eleito vice-presidente na chapa de Jair Bolsonaro (PSL), ficou muito mais conhecido na eleição pelas polêmicas que causou em suas declarações. Depois disso, a ele foi determinado que ficasse em silêncio durante boa parte do pleito. Passada a disputa, eis que o general volta a falar e aí...

Ao Estado de São Paulo, Mourão afirmou que se considera um “assessor privilegiado” do novo governo. “Sou um assessor eleito. É diferente dos ministros, que podem ser escalados e ‘desescalados’ a qualquer momento. Eu não posso ser ‘desescalado”.

Sobre o presidente eleito Jair Bolsonaro, disse que “Nós somos irmãos siameses, eu e ele (Bolsonaro). Estamos juntos mesmo. E ele já tinha sinalizado que me colocaria em outras tarefas. O que vejo mais é auxiliá-lo na tomada de decisões, cooperando em trabalhos interministeriais. Não precisa ser função oficial, mas de pequenos conselhos.”

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247