Na Câmara, Guedes diz que é "homem de sucesso" e que offshore é "absolutamente legal"

“Não há conflito de interesses. A resposta é mil vezes não”, afirmou Guedes em depoimento à Câmara sobre offshore

(Foto: Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Em seu depoimento em uma ação conjunta das comissões de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara  e de Fiscalização Financeira e Controle, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que a offshore que mantém em paraíso fiscal é “absolutamente legal” e que não vê nenhum tipo de conflito de interesses na operação. Para Guedes, offshore é apenas um “veículo de investimentos”.

“A offshore é uma ferramenta: você pode usar para o mal, para matar alguém; ou para o bem, para cortar uma laranja.”

Guedes argumentou que a offshore foi uma “decisão pessoal” de manter parte dos recursos da família fora do país.  O ministro tentou justificar que a fortuna acumulada foi adquirida antes de tornar-se ministro, fruto do seu trabalho como um "homem de sucesso" nos negócios que criou ou comandou ao longo dos anos.

PUBLICIDADE

“Eu criei dezenas de empresas, dezenas de empresas", afirma.

Guedes afirmou ainda que os recursos na offshore são declarados todos os anos à Receita Federal e não são movimentados. 

PUBLICIDADE

“Essa ideia de que ganhou, especulou, o dólar subiu… esquece. (…) Não tem saque, depósito, põe, tira, não tem nada disso.”

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email