Palocci volta a cogitar delação premiada

O ex-ministro Antonio Palocci retomou o diálogo com o escritório de Adriano Bretas, que tinha dispensado há alguns dias; ao que tudo indica, ele voltou a cogitar fazer um acordo de delação premiada; o petista vive um drama com a possibilidade de delatar, dizem interlocutores que o visitam na cadeia

Palocci é escoltado por policiais em Curitiba 26/9/2016 REUTERS/Rodolfo Buhrer
Palocci é escoltado por policiais em Curitiba 26/9/2016 REUTERS/Rodolfo Buhrer (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Ao que tudo indica, Antonio Palocci voltou a considerar fechar um acordo de delação premiada. O ex-ministro retomou o diálogo com o escritório de Adriano Bretas, que tinha dispensado há alguns dias.

"Palocci está na mesma cela que Renato Duque, que é cliente de Bretas e já está fazendo delação.

O petista vive um drama com a possibilidade de delatar, dizem interlocutores que o visitam na cadeia. Em alguns momentos, se mostra confiante na possibilidade de passar pouco tempo na prisão e animado com a ascensão de Lula nas pesquisas eleitorais. Em outros, revela desânimo e convicção de que, sem colaborar e atirar no ex-presidente, poderá amargar décadas no cárcere."

As informações são da coluna de Mônica Bergamo na Folha de S:Paulo.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email