Para líder tucano, PT "não admite" contestações

Deputado Bruno Araújo (PSDB-PE) critica intenção dos petistas de retomar debate sobre regulação da mídia diante da provável eleição do secretário de Comunicação do partido, André Vargas, para vice-presidente da Câmara

Para líder tucano, PT "não admite" contestações
Para líder tucano, PT "não admite" contestações
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O líder do PSDB na Câmara, deputado Bruno Araújo (PE), disse que o PT "não admite" contestações por parte da imprensa e, por isso, prega a volta do debate pela regulação da mídia. "Esse é o mesmo PT que sempre negou o mensalão, que se solidariza com os condenados, que fala de complô contra o governo. Esse é o partido que não admite qualquer tipo de contestação, de contraditório", atacou o tucano.

De acordo com reportagem do Valor Econômico publicada nesta segunda-feira, os petistas se animaram a voltar a discutir a questão diante da provável eleição do secretário de Comunicação do PT, André Vargas, a vice-presidente da Câmara. Para Araújo, no entanto, o fato de André Vargas assumir o cargo de vice não dá qualquer legitimidade ao parlamentar para que a discussão volte à tona.

"O PT pode pensar o que quiser, mas esperamos que o que Dilma sempre usou como discurso, que marcha longe da censura contra a imprensa. É para isso que o PSDB luta, para liberdade total dos meios de comunicação, que formam um dos pilares mais importantes da democracia", afirmou ainda o deputado.

De acordo com a reportagem do Valor, um projeto sobre o assunto elaborado pelo ex-ministro das Comunicações Franklin Martins foi entregue há dois anos à presidente Dilma Rousseff e ao atual ministro da área, Paulo Bernardo. Porém, nada foi feito com o documento até agora. A oposição já declarou que a matéria não tem apoio para ser aprovada no Congresso.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email