Parlamentares batem boca com Guedes, o 'último gatorade do deserto'

Ministro da Economia, Paulo Guedes, bateu boca com parlamentares da oposição durante audiência na CCJ da Câmara sobre a reforma da Previdência; deputado Reginaldo Lopes (PT-MG) disse que o ministro "faltou com a verdade" ao afirmar que o governo gasta R$ 700 bilhões com a Previdência Social e acusou a mídia tradicional de tratar o ministro como o último "gatorade do deserto", embora ele seja "mais perverso" que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que também promoveu alterações no sistema previdenciário

Parlamentares batem boca com Guedes, o 'último gatorade do deserto'
Parlamentares batem boca com Guedes, o 'último gatorade do deserto' (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

247 - O ministro da Economia, Paulo Guedes, bateu boca com parlamentares da oposição durante audiência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara sobre a reforma da Previdência, realizada nesta quarta-feira (3) na Câmara dos Deputados. O deputado Reginaldo Lopes (PT-MG) disse que o ministro "faltou com a verdade" ao afirmar que o governo gasta R$ 700 bilhões com a Previdência Social. Segundo Lopes, boa parte destes recursos foi destinado à seguridade social.

Para o parlamentar, a mídia tradicional trata o ministro como o último "gatorade do deserto", embora ele seja "mais perverso" que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que também promoveu alterações no sistema previdenciário.

O presidente da CCJ, Felipe Francischini (PSL-PR), teve que interromper a sessão e pedir "respeito" ao ministro. O deputado Silvio Costa Filho (PRB-PE) foi alvo de aplausos e vaias ao afirmar que os parlamentares não estavam dando "um bom exemplo" ao atacar Guedes. 

O deputado Alencar Santana Braga (PT-SP) questionou o sistema de capitalização proposto por Guedes, um dos pilares da proposta do governo encaminhada ao Congresso. "Se o sistema atual que tem três financiando (trabalhador, empregador e governo) está falido, como vai ficar a capitalização em que só o trabalhador contribui?", perguntou.

 

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247