Pesquisa estimula traição no ninho tucano

Com o triplo das intenções de voto do que seu padrinho Geraldo Alckmin, o prefeito João Doria fará tudo para traí-lo, tomando de assalto o comando tucano; segundo levantamento divulgado nesta quarta-feira, 16, pelo instituto DataPoder360, Alckmin aparece em terceiro lugar, com apenas 4%; no cenário com Doria, o prefeito midiático recebe 12% de intenções; ambos atrás do deputado Jair Bolsonaro e do ex-presidente Lula, que segue na liderança com 32%, numa subida de seis pontos; nesta semana, ele, que praticamente abandonou a gestão em São Paulo, cheia de buracos de rua, deve intensificar sua campanha presidencial

Com o triplo das intenções de voto do que seu padrinho Geraldo Alckmin, o prefeito João Doria fará tudo para traí-lo, tomando de assalto o comando tucano; segundo levantamento divulgado nesta quarta-feira, 16, pelo instituto DataPoder360, Alckmin aparece em terceiro lugar, com apenas 4%; no cenário com Doria, o prefeito midiático recebe 12% de intenções; ambos atrás do deputado Jair Bolsonaro e do ex-presidente Lula, que segue na liderança com 32%, numa subida de seis pontos; nesta semana, ele, que praticamente abandonou a gestão em São Paulo, cheia de buracos de rua, deve intensificar sua campanha presidencial
Com o triplo das intenções de voto do que seu padrinho Geraldo Alckmin, o prefeito João Doria fará tudo para traí-lo, tomando de assalto o comando tucano; segundo levantamento divulgado nesta quarta-feira, 16, pelo instituto DataPoder360, Alckmin aparece em terceiro lugar, com apenas 4%; no cenário com Doria, o prefeito midiático recebe 12% de intenções; ambos atrás do deputado Jair Bolsonaro e do ex-presidente Lula, que segue na liderança com 32%, numa subida de seis pontos; nesta semana, ele, que praticamente abandonou a gestão em São Paulo, cheia de buracos de rua, deve intensificar sua campanha presidencial (Foto: Aquiles Lins)

247 - A pesquisa sobre corrida presidencial do próximo ano, divulgada nesta quarta-feira, 16, pelo instituto DataPoder360, deve colocar mais lenha na fogueira da traição do prefeito de São Paulo, João Doria, sobre o seu padrinho político, o governador Geraldo Alckmin. 

Segundo o levantamento, Alckmin aparece na terceira colocação, com apenas 4% de intenções de voto, empatado com o ex-ministro Ciro Gomes (PDT). Num cenário em que o candidato do PSDB seria Doria, o prefeito midiático ocupa a mesma terceira colocação, mas 12%. Nos dois cenários, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lidera, com 32% no cenário com Alckmin, e 31% com Doria. 

Nesta semana, o prefeito João Doria, que tem apenas sete meses de gestão e praticamente abandonou a cidade em São Paulo para fazer campanha antecipada pelo País, já visitou várias capitais, como Salvador e Palmas e deve intensificar ainda mais sua corrida. 

A disputa entre criador e criador se acentuou no próprio dos dois presidenciáveis: Alckmin e Dori tentam emplacar aliados em postos estratégicos da máquina partidária tucana. Objetivo é criar uma blindagem para ambos, já que tanto o governador como o prefeito se posicionam como pré-candidatos à Presidência da República, evitando o chamado fogo amigo (leia mais).

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247