PMDB tenta renascer das cinzas da fogueira que ele ajudou a atear, diz Marina

Ex-candidata à Presidência da República, Marina Silva ironiza a decisão do PMDB de sair do governo: "Em três minutos, apenas três minutos, e por unanimidade dos diretórios presentes, o PMDB abandonou o governo do qual foi o maior sócio e beneficiário nos últimos 13 anos. Nenhuma satisfação à sociedade, nenhum pedido de desculpas por ter sido igualmente responsável por tudo o que levou à situação atual, nenhuma autocrítica, nenhuma proposta. Apenas a jogada política"

Ex-candidata à Presidência da República, Marina Silva ironiza a decisão do PMDB de sair do governo: "Em três minutos, apenas três minutos, e por unanimidade dos diretórios presentes, o PMDB abandonou o governo do qual foi o maior sócio e beneficiário nos últimos 13 anos. Nenhuma satisfação à sociedade, nenhum pedido de desculpas por ter sido igualmente responsável por tudo o que levou à situação atual, nenhuma autocrítica, nenhuma proposta. Apenas a jogada política"
Ex-candidata à Presidência da República, Marina Silva ironiza a decisão do PMDB de sair do governo: "Em três minutos, apenas três minutos, e por unanimidade dos diretórios presentes, o PMDB abandonou o governo do qual foi o maior sócio e beneficiário nos últimos 13 anos. Nenhuma satisfação à sociedade, nenhum pedido de desculpas por ter sido igualmente responsável por tudo o que levou à situação atual, nenhuma autocrítica, nenhuma proposta. Apenas a jogada política" (Foto: Valter Lima)

247 - A ex-senadora e ex-candidata à Presidência da República Marina Silva criticou nas redes sociais a decisão do PMDB de abandonar o governo, oficializada nesta terça-feira (29).

Em seu perfil do Facebook, Marina escreveu que o PMDB "abandonou o governo do qual foi o maior sócio e beneficiário". "Nenhuma satisfação à sociedade, nenhum pedido de desculpas por ter sido igualmente responsável por tudo o que levou à situação atual, nenhuma autocrítica, nenhuma proposta", escreveu, completando que o partido agora tenta "renascer das cinzas da fogueira que ele mesmo ajudou a atear".

Leia a postagem na íntegra:

Em três minutos, apenas três minutos, e por unanimidade dos diretórios presentes, o PMDB abandonou o governo do qual foi o maior sócio e beneficiário nos últimos 13 anos. Nenhuma satisfação à sociedade, nenhum pedido de desculpas por ter sido igualmente responsável por tudo o que levou à situação atual, nenhuma autocrítica, nenhuma proposta. Apenas a jogada política supostamente magistral para tentar se descolar da crise política e reinventar-se como solução. Continua o mesmo e velho PMDB tentando renascer das cinzas da fogueira que ele ajudou a atear.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247