PML questiona sobre Lava Jato: “e o petrolão-PSDB?”

Colunista do 247 Paulo Moreira Leite pergunta o que será feito da descoberta de que "o esquema criminoso atuava há pelo menos 15 anos na Petrobras", segundo afirmaram três procuradores do Ministério Público; "Será que alguém terá de devolver o prejuízo? Ou tudo vai prescrever?", indaga; jornalista diz que pergunta é "pertinente", principalmente depois que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso se disse "envergonhado" com o escândalo; PML acrescenta que dinheiro doado por empreiteiras investigadas também chegou aos adversários, não apenas a aliados; "A postura anti-PT dos delegados que comandam as investigações ameaça toda perspectiva de um trabalho isento e equilibrado", ressalta

Colunista do 247 Paulo Moreira Leite pergunta o que será feito da descoberta de que "o esquema criminoso atuava há pelo menos 15 anos na Petrobras", segundo afirmaram três procuradores do Ministério Público; "Será que alguém terá de devolver o prejuízo? Ou tudo vai prescrever?", indaga; jornalista diz que pergunta é "pertinente", principalmente depois que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso se disse "envergonhado" com o escândalo; PML acrescenta que dinheiro doado por empreiteiras investigadas também chegou aos adversários, não apenas a aliados; "A postura anti-PT dos delegados que comandam as investigações ameaça toda perspectiva de um trabalho isento e equilibrado", ressalta
Colunista do 247 Paulo Moreira Leite pergunta o que será feito da descoberta de que "o esquema criminoso atuava há pelo menos 15 anos na Petrobras", segundo afirmaram três procuradores do Ministério Público; "Será que alguém terá de devolver o prejuízo? Ou tudo vai prescrever?", indaga; jornalista diz que pergunta é "pertinente", principalmente depois que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso se disse "envergonhado" com o escândalo; PML acrescenta que dinheiro doado por empreiteiras investigadas também chegou aos adversários, não apenas a aliados; "A postura anti-PT dos delegados que comandam as investigações ameaça toda perspectiva de um trabalho isento e equilibrado", ressalta (Foto: Gisele Federicce)

247 – Depois que procuradores do Ministério Público anunciaram, sobre a Operação Lava Jato, que "o esquema criminoso atuava há pelo menos 15 anos na Petrobras", o que será feito dos responsáveis? A pergunta é do diretor do 247 em Brasília Paulo Moreira Leite, em nova coluna em seu blog. "Será que alguém terá de devolver o prejuízo? Ou tudo vai prescrever?", indaga.

O jornalista afirma que a pergunta é "pertinente", principalmente depois que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que presidia o País à época do início dos esquemas de corrupção, disse recentemente estar "envergonhado" com o desdobramento das investigações envolvendo funcionários da estatal, empreiteiros e políticos de partidos aliados ao atual governo.

O dinheiro doado pelas empresas investigadas na Lava Jato, porém, também chegou aos adversários, não apenas a aliados, lembra PML. "Será que o dinheiro para uns era 'limpo' e aquele dos outros era 'contaminado'?", observa.

"A postura anti-PT dos delegados que comandam as investigações ameaça toda perspectiva de um trabalho isento e equilibrado", ressalta o colunista. "Fingir que há bons e maus, limpos e contaminados, é a melhor forma de trabalhar para manter tudo como está e sempre esteve", acrescenta.

Leia aqui a íntegra de seu artigo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247