Por Dilma e aliados, Lula inicia viagens pelo país em maio

Ex-presidente Lula (PT) prepara o roteiro que fará pelo país a partir de maio, na corrida pela reeleição da presidente Dilma Rousseff e pela vitória em disputas estaduais; a cúpula petista trabalha para definir os Estados que receberão visitas do ex-presidente; são três prioridades: aqueles de maior peso eleitoral, redutos governados por petistas e onde há aliança pacificada com siglas da base; Lula não irá a Estados onde houver aliança do PT com o PSDB, DEM ou PPS

Ex-presidente Lula (PT) prepara o roteiro que fará pelo país a partir de maio, na corrida pela reeleição da presidente Dilma Rousseff e pela vitória em disputas estaduais; a cúpula petista trabalha para definir os Estados que receberão visitas do ex-presidente; são três prioridades: aqueles de maior peso eleitoral, redutos governados por petistas e onde há aliança pacificada com siglas da base; Lula não irá a Estados onde houver aliança do PT com o PSDB, DEM ou PPS
Ex-presidente Lula (PT) prepara o roteiro que fará pelo país a partir de maio, na corrida pela reeleição da presidente Dilma Rousseff e pela vitória em disputas estaduais; a cúpula petista trabalha para definir os Estados que receberão visitas do ex-presidente; são três prioridades: aqueles de maior peso eleitoral, redutos governados por petistas e onde há aliança pacificada com siglas da base; Lula não irá a Estados onde houver aliança do PT com o PSDB, DEM ou PPS (Foto: Valter Lima)

247 - O ex-presidente Lula (PT) prepara o roteiro que fará pelo país a partir de maio, na corrida pela reeleição da presidente Dilma Rousseff e pela vitória em disputas estaduais. A cúpula petista trabalha para definir os Estados que receberão visitas do ex-presidente. São três prioridades: aqueles de maior peso eleitoral, redutos governados por petistas e onde há aliança pacificada com siglas da base.

No primeiro grupo estão São Paulo e Minas Gerais, onde Lula já vem participando de atos com jeito de campanha desde fevereiro --foi ao palanque de Fernando Pimentel, em Minas, e a três cidades paulistas ao lado de Alexandre Padilha. Também são considerados importantes para o partido os redutos dos quatro governadores petistas: Bahia, Distrito Federal, Rio Grande do Sul e Acre. Nos três últimos, o governador tentará a reeleição.

Outro Estado que estará no roteiro de Lula é Pernambuco, terra natal do ex-presidente e do pré-candidato Eduardo Campos (PSB). O PT local aposta na imagem de Lula para enfrentar a popularidade do ex-governador Campos.  Ainda deverá pesar na escolha a presença de rivais, como ocorreu nas eleições municipais de 2012. Naquele ano, ele fez questão de ir a Salvador e a Manaus para tentar tirar votos de ACM Neto (DEM) e de Arthur Virgílio (PSDB), nomes com quem teve rusgas em seu governo.

Agora, são esperadas as visitas ao Paraná, onde Gleisi Hoffmann (PT) disputa contra o governador Beto Richa (PSDB), e a Goiás, onde a chapa petista, ainda em definição, irá enfrentar o governador Marconi Perillo (PSDB).

Os casos com mais de um candidato da base governista, como Rio e Maranhão, ainda não foram definidos. Por enquanto, parte da cúpula petista avalia que a ida de Lula a esses Estados causaria constrangimento a aliados.

Algumas regras serão definidas para balizar o roteiro de Lula. Uma já está combinada: ele não deverá ir a Estados onde houver aliança do PT com o PSDB, DEM ou PPS. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247