Pressionado, Feliciano desiste de ir a Bolívia

Depois de a Comissão de Direitos Humanos da Câmara aprovar requerimento para que uma comitiva vá à Bolívia para averiguar a situação de 12 torcedores corintianos que estão presos desde fevereiro no país, o presidente do colegiado, Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), decidiu adiar a viagem

Pressionado, Feliciano desiste de ir a Bolívia
Pressionado, Feliciano desiste de ir a Bolívia
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Iolando Lourenço
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Pouco mais de 24 horas após a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados aprovar requerimento para que uma comitiva vá à Bolívia para averiguar a situação de 12 torcedores corintianos que estão presos desde fevereiro no país, o presidente do colegiado, Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), decidiu adiar a viagem, prevista para a próxima semana.

Segundo a assessoria de Feliciano, a viagem foi adiada porque outra comitiva de deputados seguiu hoje (4) para a Bolívia com o mesmo propósito. De acordo com a assessoria, Feliciano decidiu aguardar o retorno do primeiro grupo de parlamentares da Bolívia e analisar o relatório deles sobre a situação dos torcedores brasileiros para decidir se fará a viagem.

De manhã, Feliciano telefonou para o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), que está em Natal, recuperando-se de uma cirurgia, para informar que comparecerá à reunião do Colégio de Líderes, na próxima terça-feira (9). No encontro, os líderes partidários tentarão convencer o deputado a renunciar à presidência da Comissão de Direitos Humanos.

Ontem (3), depois de reunião da comissão na qual foi proibida a entrada de manifestantes,  o pastor disse que está sensível aos apelos dos líderes, desde que não peçam para ele renunciar.

A assessoria de Alves confirmou o telefonema de Feliciano e disse que, nesse diálogo, o presidente da comissão manifestou intenção de desistir da viagem à Bolívia.

Colaborou Ivan Richard

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email