Quem dá mais por Kassab?

No estava na agenda oficial, mas prefeito de So Paulo, que negocia coligao tanto com o PSDB quanto com o PT na capitalpaulista, se encontrou com Dilma no Palcio do Planalto; segundo ele, conversa com a presidente no teve poltica...

Quem dá mais por Kassab?
Quem dá mais por Kassab? (Foto: Divulgação)

No momento em que a cúpula tucana se mobiliza para emplacar a candidatura do ex-governador José Serra à prefeitura de São Paulo e evitar a união entre PSD e PT, o prefeito Gilberto Kassab desembarcou hoje em Brasília para uma audiência privada com a presidente Dilma Rousseff no Palácio do Planalto. Foi o segundo encontro dos dois em menos de uma semana - Kassab e Dilma estiveram juntos na festa dos 32 anos do PT, na sexta-feira passada, quando o prefeito foi vaiado.

Questionado pela imprensa sobre as sucessivas conversas com lideranças petistas, Kassab negou que esteja fazendo jogo duplo na sucessão paulistana. "Todos sabem que não. Todos entendem que a nossa gestão é do Serra e do Kassab, e isso não impede o PT de ter conosco alianças, onde existem as circunstâncias", afirmou, destacando que em cidades como Salvador e Aracaju já estão definidas alianças entre PT e PSD. "Cada circunstância dita a conduta do partido nas eleições municipais."

Oficialmente, Kassab disse que tratou com a presidente sobre a dívida da prefeitura com o governo federal (na casa dos R$ 40 bilhões) e da candidatura da cidade para sediar o evento Expo Mundial em 2020. O encontro dos dois não havia sido previamente divulgado nem pela assessoria do prefeito nem pela da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, só sendo confirmado depois que o prefeito já tinha deixado o Palácio do Planalto.

"Não foi tratada (de política), seria até uma desconsideração com a presidenta, vim como prefeito, não como líder partidário", afirmou Kassab. Indagado se a sua prioridade era o apoio ao PSDB que tenta convencer Serra à concorrer à prefeitura, ou o pré-candidato do PT, Fernando Haddad, Kassab limitou-se a dizer que as "circunstâncias vão mostrar o melhor projeto para a cidade de São Paulo".

Para ele, o processo de discussão de alianças em São Paulo ainda está se iniciando. "Todos sabem a relação que existe entre o PSD e o PT e todos sabem da nossa posição como prefeito da cidade de São Paulo, portanto, há um interesse muito especial em fazer o encaminhamento da sucessão da forma mais correta", disse.

Na avaliação do prefeito, a relação do PSD com o PT tem sido muito respeitosa. "As declarações do candidato Haddad têm sido muito adequadas", comentou. "O melhor projeto é evidente que vem acompanhado de ideias, de equipe, de partidos, estamos no início desse processo e, portanto, vamos com bastante cuidado conduzir essa questão."

Kassab disse ainda que convidou Dilma para assistir ao desfile das escolas de samba no Anhembi, mas, segundo ele, Dilma muito provavelmente não irá. A presidente deve passar o carnaval na base naval de Aratu, na Bahia, longe de qualquer sinal de folia.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247