Randolfe desafia: "Não sou senador de cabresto"

Confirmando entrevista concedida ao 247, senador do PSol lança oficialmente sua candidatura à presidência do Senado contra Renan Calheiros (PMDB-AL), tido como imbatível. "Eu não sou senador de cabresto para chegar no dia 1º de fevereiro e receber uma cédula marcada com o nome de um candidato para eu votar só porque ele é do partido majoritário", desafiou

Randolfe desafia: "Não sou senador de cabresto"
Randolfe desafia: "Não sou senador de cabresto"
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Mariana Jungmann
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) lançou hoje (15) sua candidatura à presidência do Senado. Ele disse que sua campanha será voltada para questões como a independência do Legislativo em relação ao Executivo e uma agenda própria do Senado, que deverá incluir a reforma administrativa e uma mudança de procedimento em relação às medida provisórias.

Embora a tradição do Senado seja o maior partido – atualmente, o PMDB – indicar o presidente, Randolfe espera contar com votos de senadores independentes e insatisfeitos com o atual modelo. O candidato do PMDB será Renan Calheiros (AL), que já presidou o Senado anteriormente e renunciou ao cargo após denúncias de envolvimento em corrupção.

"Eu não sou senador de cabresto para chegar no dia 1º de fevereiro e receber uma cédula marcada com o nome de um candidato para eu votar só porque ele é do partido majoritário. Isso não é procedimento, eu quero debater o Senado", disse o senador amapaense.

Em 2011, em seu primeiro de mandato, Randolfe concorreu à presidência do Senado, enfrentando José Sarney (PMDB-AP). Randolfe teve oito votos e Sarney, 70.

Leia mais em Randolfe ao 247: "O Senado precisa de transparência"

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email