Rebelado, PMDB leva pastas da Agricultura e Turismo

Após segundo dia de derrota do governo em votações na Câmara, Neri Geller, atual secretário de Política Agrícola do Ministério, confirma convite para assumir Agricultura no lugar do deputado licenciado Antonio Andrade (MG); ex-prefeito de Ouro Preto Ângelo Oswaldo irá para o Turismo, em substituição ao também deputado licenciado Gastão Vieira (MA); presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB), elogiou escolhas; já o líder peemedebista Eduardo Cunha, que mobiliza partidos aliados em rebelião contra o governo, se manteve indolente: “Para mim é indiferente, não melhora nem piora. Agora está certa a presidente de acabar com essa novela” 

Após segundo dia de derrota do governo em votações na Câmara, Neri Geller, atual secretário de Política Agrícola do Ministério, confirma convite para assumir Agricultura no lugar do deputado licenciado Antonio Andrade (MG); ex-prefeito de Ouro Preto Ângelo Oswaldo irá para o Turismo, em substituição ao também deputado licenciado Gastão Vieira (MA); presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB), elogiou escolhas; já o líder peemedebista Eduardo Cunha, que mobiliza partidos aliados em rebelião contra o governo, se manteve indolente: “Para mim é indiferente, não melhora nem piora. Agora está certa a presidente de acabar com essa novela” 
Após segundo dia de derrota do governo em votações na Câmara, Neri Geller, atual secretário de Política Agrícola do Ministério, confirma convite para assumir Agricultura no lugar do deputado licenciado Antonio Andrade (MG); ex-prefeito de Ouro Preto Ângelo Oswaldo irá para o Turismo, em substituição ao também deputado licenciado Gastão Vieira (MA); presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB), elogiou escolhas; já o líder peemedebista Eduardo Cunha, que mobiliza partidos aliados em rebelião contra o governo, se manteve indolente: “Para mim é indiferente, não melhora nem piora. Agora está certa a presidente de acabar com essa novela”  (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A qualquer momento, a presidente Dilma Rousseff deve anunciar oficialmente o nome dos novos ministro da Agricultura e do Turismo. A escolha aconteceu na noite desta quarta-feira, após o segundo dia de derrotas em votações na Câmara.

No momento em que o líder peemedebista na Câmara, Eduardo Cunha, mobiliza partidos aliados em rebelião contra o governo, dois filiados ao PMDB foram escolhidos para comandar as pastas.

Segundo o Globo, Neri Geller, atual secretário de Política Agrícola do Ministério, assumirá a Agricultura no lugar do deputado licenciado Antonio Andrade (MG), que deverá disputar as eleições em outubro; e o ex-prefeito de Ouro Preto Ângelo Oswaldo irá para o Turismo, em substituição ao também deputado licenciado Gastão Vieira (MA).

“A indicação foi do ministro para dar sequência ao trabalho que ele vem desenvolvendo no ministério. Não é indicação da bancada”, garante Geller.

Após o encontro no Planalto, Geller foi à Câmara dos Deputados relatar a reunião com Dilma ao presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB).

Alves elogiou a escolha, mas não se pronunciou sobre Oswaldo no Turismo, que preside o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). Ele foi secretário de Cultura do governo Itamar Franco em Minas

Já Cunha, manteve ar indolente: “Para mim é indiferente, não melhora nem piora. Agora está certa ela (a presidente) de acabar com essa novela”.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email