Reinaldo e Claudio Humberto celebram investigação contra Lula

Blogueiro neocon solta fogos de artifício, ao comentar pedido de inquérito contra o ex-presidente da República: "Aconteceu!"; Claudio Humberto utiliza a palavra "finalmente" ao noticiar o caso

Reinaldo e Claudio Humberto celebram investigação contra Lula
Reinaldo e Claudio Humberto celebram investigação contra Lula
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Aconteceu! Aconteceu! Foi assim, dando pulinhos de alegria, que Reinaldo Azevedo comentou o pedido de investigação contra o ex-presidente Lula. Já o jornalista Claudio Humberto usou a palavra "finalmente".

Leia abaixo o post de Reinaldo:

Mensalão – Aconteceu! MP não se intimida, e Lula é agora um investigado

O PT ameaçou até botar as tropas na rua para que isto não acontecesse, mas aconteceu. Lula passou à condição de investigado no caso do mensalão. A Al Qaeda Eletrônica até ensaiou aquela conversa mole de “Lula é meu amigo, mexeu com ele, mexeu comigo” para intimidar o Ministério Público, mas não adiantou. Agora o ex-presidente da República é, oficialmente, um investigado.

“Mas a Polícia Federal pode se negar?” Claro que não! O que ela pode é fazer o inquérito e concluir que ele não cometeu nenhum crime. Vamos ver. Mas vai ter de investigar. Se o MP pediu que o faça, é porque viu, quando menos, indícios de prática criminosa.

Leiam o que informa Gabriel Castro, na VEJA.com:
A Procuradoria da República no Distrito Federal pediu à Polícia Federal a abertura de inquérito para apurar denúncias feitas pelo operador do mensalão, o publicitário Marcos Valério de Souza, contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-ministro Antonio Palocci Filho. Valério acusou Lula de ter intermediado um repasse de 7 milhões de reais da Portugal Telecom ao PT.

A decisão foi tomada nesta quinta-feira pelo Ministério Público e significa que a investigação sobre o papel de Lula no esquema do mensalão avançou mais um passo – será o primeiro inquérito aberto contra o ex-presidente da República. Até agora, apenas um procedimento de investigação para checar os indícios fornecidos por Valério em seus depoimentos contra o ex-presidente havia sido instaurado.

Nos depoimentos, Valério afirmou que Lula teve participação direta na montagem do esquema de desvio de recursos e compra de apoio político no Congresso Nacional. As acusações de Valério levaram o MPF a abrir outras cinco apurações preliminares. Dessas, uma já foi encaminhada à Procuradoria Eleitoral do Distrito Federal porque envolve denúncia de caixa dois; as outras investigações ainda estão sob análise de procuradores e também podem se transformar em inquéritos.

Portugal Telecom
O novo inquérito vai apurar a participação de Lula na intermediação de um empréstimo de 7 milhões de reais da Portugal Telecom para o PT. De acordo com depoimento prestado por Marcos Valério à Procuradoria Geral da República no ano passado, uma fornecedora da Portugal Telecom, sediada em Macau, repassou o dinheiro ao PT para quitar dívidas de campanha. Os recursos teriam entrado no país por meio das contas de publicitários que trabalharam para o partido.

Segundo a denúncia, Lula teria se reunido com Miguel Horta, então presidente da Portugal Telecom, para negociar o repasse. A transação estaria ligada a uma viagem feita por Valério a Portugal, em 2005. O episódio foi usado, no julgamento do mensalão, como uma prova da influência do publicitário em negociações financeiras envolvendo o PT.

Leia também a nota postada por Claudio Humberto:

Lula finalmente será investigado 

A Procuradoria da República no Distrito Federal (PRDF) resolveu instaurar nesta sexta-feira (5) um inquérito contra o ex-presidente Lula, acusado de envolvimento no esquema do mensalão. Trata-se do primeiro inquérito aberto formalmente para investigar o ex-presidente, que foi apontado pelo empresário Marcos Valério como o “operador do mensalão”, esquema que consistia na compra de votos no Congresso Nacional para favorecer o seu governo. Segundo a procuradoria, o inquérito aberto vai tentar descobrir a veracidade da acusação de que Lula teria negociado com Miguel Horta, então presidente da Portugal Telecom, o repasse de recursos para o PT. A investigação tramitará na Justiça Federal.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email