Após vídeo, ministros do STF não têm dúvidas de que a cúpula do governo Bolsonaro estimula atos golpistas

Segundo a jornalista Andréia Sadi, ministros do STF avaliam, após a divulgação do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril, que as recentes manifestações antidemocráticas em Brasília são comandadas pelo primeiro escalão do governo Bolsonaro

(Foto: Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Com a divulgação da reunião ministerial do dia 22 de abril na última sexta-feira (22), ministros do STF avaliam como "clara" a participação de ministros do primeiro escalão do governo Jair Bolsonaro no comando das recentes manifestações antidemocráticas em Brasília que pedem o fechamento do Congresso Nacional, do Supremo e até mesmo a volta do AI-5. Com informações de Andréia Sadi, do G1.

Ministros da Corte lembram que há um inquérito aberto no STF, a pedido de Augusto Aras, para averiguar estes atos antidemocráticos.

Segundo fonte interna do Supremo ouvida por Sadi, caso as manifestações fossem realmente espontâneas, "não teriam reverberação na boca do ministro da Educação, nem no tom da nota do ministro Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional".

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247