Sem PR, Bolsonaro encolhe e ruma ao 'nanismo' eleitoral

A negativa do PR em apoiar a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) faz a campanha do capitão reformado encolher mais do que já está encolhida em termos de alianças; Bolsonaro dava como certa a formalização do acordo, que faria sua candidatura alçar um voo mais relevante no cenário nacional; as dificuldades de articulação, porém, frustraram essa tentativa

Sem PR, Bolsonaro encolhe e ruma ao 'nanismo' eleitoral
Sem PR, Bolsonaro encolhe e ruma ao 'nanismo' eleitoral (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

247 - A negativa do PR em apoiar a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) faz a campanha do capitão reformado encolher mais do que já está encolhida em termos de alianças. Bolsonaro dava como certa a formalização do acordo, que faria sua candidatura alçar um voo mais relevante no cenário nacional. As dificuldades de articulação, porém, frustraram essa tentativa.

"Além de perder os 45 segundos que o PR agregaria aos 8 do seu diminuto PSL, Bolsonaro precisará explicar a contradição de ter cortejado Valdemar até os acréscimos do segundo tempo. Como vai sustentar seu discurso raivoso contra a velha política se esteve prestes a abraçar um condenado por corrupção?

O revés ainda força o candidato a abandonar um vice dos sonhos, o senador e cantor evangélico Magno Malta (PR-ES). O capitão reformado recuou à caserna para buscar um novo parceiro, o general da reserva Augusto Heleno Pereira (PRP)."

Leia mais aqui. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247