Sergio Zveiter questiona manutenção de Bonifácio na CCJ

O deputado Sergio Zveiter (Pode-RJ) apresentou requerimento à Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara pedindo indeferimento da manobra que permitiu ao deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) permanecer como relator da denúncia contra Michel Temer na vaga cedida pelo PSC; "O PSDB tem vaga na Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania e, portanto, se ele não quer que um de seus filiados seja o relator da matéria, de duas uma, ou desliga o parlamentar de seus quadros ou não pode pretender fazer crer que estando 1 (um) filiado seu ocupando vaga de outro partido na comissão, não esteja ele atuando como parlamentar de sua agremiação, com o seu apoio", diz o deputado no pedido

O deputado Sergio Zveiter (Pode-RJ) apresentou requerimento à Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara pedindo indeferimento da manobra que permitiu ao deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) permanecer como relator da denúncia contra Michel Temer na vaga cedida pelo PSC; "O PSDB tem vaga na Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania e, portanto, se ele não quer que um de seus filiados seja o relator da matéria, de duas uma, ou desliga o parlamentar de seus quadros ou não pode pretender fazer crer que estando 1 (um) filiado seu ocupando vaga de outro partido na comissão, não esteja ele atuando como parlamentar de sua agremiação, com o seu apoio", diz o deputado no pedido
O deputado Sergio Zveiter (Pode-RJ) apresentou requerimento à Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara pedindo indeferimento da manobra que permitiu ao deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) permanecer como relator da denúncia contra Michel Temer na vaga cedida pelo PSC; "O PSDB tem vaga na Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania e, portanto, se ele não quer que um de seus filiados seja o relator da matéria, de duas uma, ou desliga o parlamentar de seus quadros ou não pode pretender fazer crer que estando 1 (um) filiado seu ocupando vaga de outro partido na comissão, não esteja ele atuando como parlamentar de sua agremiação, com o seu apoio", diz o deputado no pedido (Foto: Aquiles Lins)

Portal Vermelho - A polêmica em torno do nome do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) para a relatoria da segunda denúncia contra Michel Temer e dois de seus ministros está longe do fim. Na noite desta quinta-feira (5), após o PSC ceder vaga a Andrada, o deputado Sergio Zveiter (Pode-RJ) encaminhou requerimento à Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara pedindo indeferimento da troca.

As alterações começaram no início da tarde, quando o PSDB anunciou que tiraria o parlamentar da comissão para que ele deixasse a relatoria da denúncia. Com isso, para que Andrada continuasse com o caso teria que assumir a vaga de outra legenda. Pouco mais de uma hora depois, o líder do PSC deu a vaga de suplente do deputado Marco Feliciano (PSC-SP) a Andrada.

De acordo com o requerimento de Zveiter, que relatou a primeira denúncia na CCJ e depois deixou o PMDB, embora a troca promovida na CCJ seja aceita pelo regimento interno da Câmara, "ética e moralmente é inaceitável".

"O PSDB tem vaga na Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania e, portanto, se ele não quer que um de seus filiados seja o relator da matéria, de duas uma, ou desliga o parlamentar de seus quadros ou não pode pretender fazer crer que estando 1 (um) filiado seu ocupando vaga de outro partido na comissão, não esteja ele atuando como parlamentar de sua agremiação, com o seu apoio", diz o deputado no pedido. Zveiter pede ainda que o coloque o requerimento em votação na comissão.

De acordo com informação divulgada na Globonews, Andrada teria dito a um grupo de tucanos que teria dificuldade em abrir mão da relatoria, porque o próprio presidente Michel Temer teria feito um apelo para ele aceitar a função.

Na votação da primeira denúncia no Plenário, em nome "das instituições e do progresso", Bonifácio votou pela rejeição do andamento da investigação contra Temer pela denúncia por corrupção passiva.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247