Temer fecha acordo por reajuste de 16,38% a ministros do STF

O Poder Judiciário terá reajuste salarial de 16,38% em 2019; o montante foi aceito por Michel Temer, após acordo com ministro do Supremo Tribunal Federal, em troca do fim do auxílio-moradia para a magistratura federal, no valor de R$ 4,7 mil; com isso o salário dos ministros do STF passará de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil; os rendimentos dos ministros do Supremo servem de base para todo o Judiciário

Temer fecha acordo por reajuste de 16,38% a ministros do STF
Temer fecha acordo por reajuste de 16,38% a ministros do STF

247 - O Poder Judiciário terá reajuste salarial de 16,38% em 2019. O montante foi aceito por Michel Temer, após acordo com ministro do Supremo Tribunal Federal, em troca do fim do auxílio-moradia para a magistratura federal, no valor de R$ 4,7 mil.

Com isso o salário dos ministros do STF passará de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil. O assunto já está em análise pelos técnicos do Ministério do Planejamento, que entregará o Orçamento do próximo ano ao Congresso nesta sexta-feira (31) com a previsão de reajuste.

Como relatam os jornalistas Mariana Carneiro e Julio Wiziack, os ministros do STF Dias Toffoli e Luiz Fux negociaram diretamente com Temer e definiram como o processo será conduzido. Os rendimentos dos ministros do Supremo servem de base para todo o Judiciário.

Assim que o Senado aprovar esse projeto, o auxílio-moradia será colocado em discussão no plenário do STF. Pelo arranjo, tudo isso deve ocorrer depois da eleição.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247