Temer pressiona ministro a liberar emendas para a compra de deputados

Reunião convocada por Michel Temer, que reuniu aliados e ministros para discutir a pauta de votações desta semana pelo Congresso Nacional, também teve como objetivo pressionar o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, visando a liberação de recursos para as emendas parlamentares da base governista; movimentação visa acalmar os partidos da base que tem se mostrado insatisfeitos e, desta forma, barrar que a Câmara aprove a abertura de investigação contra o peemedebista pelos crimes de obstrução da Justiça e organização criminosa

Temer
Temer (Foto: Paulo Emílio)

247 - A reunião convocada neste domingo por Michel Temer, que reuniu aliados e ministros para discutir a pauta de votações desta semana pelo Congresso Nacional, também teve como objetivo pressionar o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, visando a liberação de recursos para as emendas parlamentares da base governista.

A movimentação visa acalmar os partidos da base que tem se mostrado insatisfeitos e, desta forma, barrar que Câmara aprove a abertura de investigação contra o peemedebista pelos crimes de obstrução da Justiça e organização criminosa.

De acordo com a jornalista do G1 Andreia Sadi, um dos participantes do encontro teria confirmado que a reunião tinha como objetivo mostrar que Temer quer atender os pleitos dos deputados antes da votação da denúncia. Pelos cálculos do governo, a denúncia deverá ser votada na semana do dia 24 de outubro.

Além de Dyogo Oliveira, a reunião contou com a presença dos ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco, do deputado Darcisio Perondi (PMDB-RS), além dos líderes do governo no Congresso, André Moura (PSC-SE), e na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). Mais cedo Temer teve uma reunião com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247