Temer se cala sobre denúncia e talvez fale amanhã

Após ser denunciado pela segunda vez pelo MPF, Michel Temer deverá repetir a estratégia utilizada na primeira denúncia, optando por fazer um pronunciamento somente no dia seguinte; nesta quinta-feira (14), porém, o Palácio do deverá lançar uma nota comentando a denúncia que implica o peemedebista na prática dos crimes de obstrução da Justiça e organização criminosa.; além de Temer, o Ministério Público Federal também denunciou os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria Geral) e a residência do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, foi alvo de um mandado de busca e apreensão em função de um outro escândalo envolvendo a cúpula do governo Temer

Presidente Michel Temer durante cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília. 5/06/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino
Presidente Michel Temer durante cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília. 5/06/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após ser denunciado pela segunda vez pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, Michel Temer deverá repetir a estratégia utilizada na primeira denúncia, optando por fazer um pronunciamento somente no dia seguinte. Nesta quinta-feira (14), porém, o Palácio do deverá lançar uma nota comentando a denúncia que implica o peemedebista na prática dos crimes de obstrução da Justiça e organização criminosa.

Além de Temer, o Ministério Público Federal também denunciou os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria Geral). Ainda nesta quinta-feira, a residência do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, foi alvo de um mandado de busca e apreensão em função de um outro escândalo envolvendo a cúpula do governo Temer.

Oficialmente, até o momento, Temer deverá manter a agenda prevista para esta sexta-feira (15) que inclui sua presença em um evento no Rio e uma entrevista para jornal Financial Times, em São Paulo.

Em fevereiro, no Planalto, Temer anunciou que afastaria ministros denunciados, e assegurou que o seu governo não iria "blindar ninguém" que viesse a ser denunciado pelo MPF.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247