TSE rejeita pedido de Marina para ser parte em processo de cassação

O Tribunal Superior Eleitoral rejeitou, por unanimidade, nesta terça-feira (19) pedido do Rede Sustentabilidade, da ex-ministra Marina Silva, PSB e PPL para ingressar como uma espécie de assistente nas ações que pedem a cassação da presidente Dilma Rousseff e de seu vice, Michel Temer; os ministros avaliaram que a entrada dos partidos atrasaria o andamento dos processos

O Tribunal Superior Eleitoral rejeitou, por unanimidade, nesta terça-feira (19) pedido do Rede Sustentabilidade, da ex-ministra Marina Silva, PSB e PPL para ingressar como uma espécie de assistente nas ações que pedem a cassação da presidente Dilma Rousseff e de seu vice, Michel Temer; os ministros avaliaram que a entrada dos partidos atrasaria o andamento dos processos
O Tribunal Superior Eleitoral rejeitou, por unanimidade, nesta terça-feira (19) pedido do Rede Sustentabilidade, da ex-ministra Marina Silva, PSB e PPL para ingressar como uma espécie de assistente nas ações que pedem a cassação da presidente Dilma Rousseff e de seu vice, Michel Temer; os ministros avaliaram que a entrada dos partidos atrasaria o andamento dos processos (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Tribunal Superior Eleitoral rejeitou, por unanimidade, nesta terça-feira (19) pedido do Rede Sustentabilidade, da ex-ministra Marina Silva, PSB e PPL para ingressar como uma espécie de assistente nas ações que pedem a cassação da presidente Dilma Rousseff e de seu vice, Michel Temer.

Os ministros avaliaram que a entrada dos partidos atrasaria o andamento dos processos. Os integrantes do Supremo destacaram que ações eleitorais precisam ter celeridade diante das instabilidades que podem provocar. Os ministros seguiram voto da relatora Maria Thereza de Assis Moura, relatora dos processos de cassação.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247