Vicente Cândido: voto em lista fortalece partidos e a própria democracia

Relator da reforma política, o deputado Vicente Cândido (PT-SP) explica como será a mudança no sistema político brasileiro e quais foram os pontos já pactuados entre os partidos; um dos mais importantes é o voto em lista, em que os eleitores votarão em listas pré-definidas pelos partidos e não em candidatos individuais; "essa mudança fortalece a democracia partidária e própria democracia, uma vez que não há democracia sólida sem partidos fortes"; outro impacto importante, diz ele, é a redução do custo de campanhas; "o Brasil tem hoje as campanhas mais caras do mundo para o Parlamento"; segundo ele, a reforma política será o grande legado da Lava Jato; "a solução para essa crise tem que vir da democracia, e não do Judiciário"

Relator da reforma política, o deputado Vicente Cândido (PT-SP) explica como será a mudança no sistema político brasileiro e quais foram os pontos já pactuados entre os partidos; um dos mais importantes é o voto em lista, em que os eleitores votarão em listas pré-definidas pelos partidos e não em candidatos individuais; "essa mudança fortalece a democracia partidária e própria democracia, uma vez que não há democracia sólida sem partidos fortes"; outro impacto importante, diz ele, é a redução do custo de campanhas; "o Brasil tem hoje as campanhas mais caras do mundo para o Parlamento"; segundo ele, a reforma política será o grande legado da Lava Jato; "a solução para essa crise tem que vir da democracia, e não do Judiciário"
Relator da reforma política, o deputado Vicente Cândido (PT-SP) explica como será a mudança no sistema político brasileiro e quais foram os pontos já pactuados entre os partidos; um dos mais importantes é o voto em lista, em que os eleitores votarão em listas pré-definidas pelos partidos e não em candidatos individuais; "essa mudança fortalece a democracia partidária e própria democracia, uma vez que não há democracia sólida sem partidos fortes"; outro impacto importante, diz ele, é a redução do custo de campanhas; "o Brasil tem hoje as campanhas mais caras do mundo para o Parlamento"; segundo ele, a reforma política será o grande legado da Lava Jato; "a solução para essa crise tem que vir da democracia, e não do Judiciário" (Foto: Leonardo Attuch)

247 – O deputado Vicente Cândido (PT-SP) acredita que a Operação Lava Jato criou as condições para que o Congresso finalmente aprove a reforma política. É o que ele afirma em entrevista aos jornalistas Tereza Cruvinel e Leonardo Attuch, na TV 247.

Uma das mudanças mais importantes, já pactuada entre os partidos políticos, é o voto em lista, em que os eleitores votarão em listas pré-definidas pelos partidos e não em candidatos individuais. "Essa mudança fortalece a democracia partidária e própria democracia, uma vez que não há democracia sólida sem partidos fortes", diz ele. Um impacto importante do voto em lista, diz ele, é a redução do custo de campanhas. "O Brasil tem hoje as campanhas mais caras do mundo para o Parlamento."

Outro ponto importante da reforma política é fortalecimento da democracia direta. Com as mudanças, se 1% dos eleitores conseguirem assinaturas eletrônicas, será possível propor projetos de iniciativa popular e plebiscitos, em diversos temas, como, por exemplo, a liberação da maconha. "É preciso reconhecer que há uma crise de representatividade e o Congresso deve responder aos anseios da sociedade".

Segundo Vicente Cândido, a democracia brasileira está na UTI e a saída para a crise deve vir da política, do parlamento – e não do Judiciário.

Confira acima sua entrevista.



Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247