Wajngarten propõe à Comissão de Ética da Presidência transferir empresa para a mulher

Acusado de promover conflito de os interesses entre público e privado na administração federal e favorecer emissoras de TV, o secretário de comunicação do governo, Fabio Wajngarten, pediu para transferir suas cotas na sociedade para a própria mulher

Fábio Wajngarten e Jair Bolsonaro
Fábio Wajngarten e Jair Bolsonaro (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247- Acusado de promover conflito de os interesses entre público e privado na administração federal e favorecer emissoras de TV,  o secretário de comunicação do governo, Fabio Wajngarten, pediu para transferir suas cotas na sociedade para a própria mulher, a publicitária Sophie Wajngarten,  com quem é casado em regime de comunhão parcial de bens. 

Segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo, os requerimentos são uma tentativa do secretário de evitar um revés em sessão da comissão da Presidência marcada para a próxima terça-feira (18).

Wajngarten é sócio majoritário da FW Comunicação, com 95% das cotas, e a mãe dele, Clara, detém as demais. A empresa tem contratos com emissoras como a Record e a Band, além de agências como a Artplan. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247