Alagoas 247Voltar para CAPA do 247

Bolsonaro votou contra cassação de mandante da morte de deputada federal

:

Eleito senador por Alagoas, o deputado estadual Rodrigo Cunha (PSDB) afirmou que não vota para presidente em Jair Bolsonaro (PSL) porque o então deputado votou contra a cassação de Talvane Albuquerque, acusado de ser o mandante do assassinato de sua mãe, a deputada federal Ceci Cunha; sessão que invalidou o mandato de Talvane Albuquerque, na época deputado pelo (PTN-AL), aconteceu em abril de 1999; “Quero saber aqui quem nunca teve contato com um marginal”, justificou Bolsonaro na ocasião

Professor diz ter sofrido tentativa de atropelamento por eleitores de Bolsonaro

:

O professor do IFAL Flávio Veiga denunciou nas redes sociais dois homens que "jogaram" um carro em sua direção, em Maceió, porque portava uma bolsa com adesivo de Fernando Haddad; “fui abordado bruscamente por dois indivíduos com adesivos do Bolsonaro. O motorista puxou o carro para cima de mim. Estava junto com outro indivíduo raivoso. Os dois gritavam: vermes petistas têm que morrer, vá pra Cuba, vá pra Venezuela", contou o professor.  

Eleita deputada federal, vereadora do PSDB apoia Haddad em AL

Marco Antônio/Secom Maceió: <p>Prefeito Rui Palmeira entrega vans para intituições. Tereza Nelma - Vereadora Foto:Marco Antônio/Secom Maceió</p>

Vereadora por Maceió e eleita deputada federal, Tereza Nelma (PSDB)  integrou-se a Frente Partidária de apoio a Fernando Haddad para presidente em Alagoas; Tereza é conhecida na capital pelo trabalho que realiza em defesa dos direitos humanos e da justiça social e tem um passado de lutas no campo progressista

Renan a Bolsonaro: No Senado, todos somos iguais

Geraldo Magela/Agência Senado: <p>renan calheiros</p>

O senador reeleito Renan Calheiros (MDB) rebateu as declarações do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) de que seu pai, o presidenciável Jair Bolsonaro, não o aceitaria como presidente do Senado; "No Senado, todos somos iguais e temos a mesma legitimidade conferida pelo povo. Quem sou eu para recomendar prudência até a manifestação das urnas em 28 de outubro. O Senado valoriza muito o comedimento, o respeito ao interesse nacional e costuma crescer nas dificuldades, como demonstra nossa história”, disse Renan

Bolsonaro abre guerra contra Renan por ser aliado de Haddad e apoiar pautas progressistas

Geraldo Magela/Agência Senado: <p>renan calheiros</p>

O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do candidato à Presidência da República Presidência, Jair Bolsonaro, anunciou que, em um eventual governo de extrema direita do PSL, Renan Calheiros (MDB) não terá apoio para assumir a Presidência do Senado; “Renan Calheiros está fora. Ele é contra redução da maioridade penal, é contra rever desarmamento. Sem contar que estava de mãos dadas com Haddad na terra dele”, afirmou o parlamentar

Renan Calheiros irá ajudar na pacificação do país, diz Renan Filho

Reprodução/Facebook: <p>renan filho</p>

Reeleito governador de Alagoas, Renan Filho (MDB) publicou um vídeo nas redes sociais onde afirmou que “Muitos políticos tradicionais se aposentaram no Brasil e em Alagoas. É a nova política chegando e pedindo passagem”; ele disse ainda que a experiência do pai, o senador reeleito Renan Calheiros (MDB), irá ajudar na pacificação e na retomada do crescimento do país

Reeleição de Paulão reacende a militância do PT em Alagoas, diz dirigente

:

Para Ricardo Barbosa, presidente do PT, a reeleição do deputado federal Paulão (PT-AL) reenergizou a militância porque a votação deixa claro a vitória da estratégia política; Barbosa disse ainda que o resultado fortalece o PT, amplia sua aliança com o governo estadual e motiva a militância nas ruas em defesa de Fernando Haddad, o candidato da Frente Democrática na disputa presidencial de 2018  

Renan diz que já teria 40 votos para presidir o Senado

Jefferson Rudy/Agência Senado: <p>Plenário do Senado durante sessão deliberativa ordinária. À mesa, presidente do Senado, senador Renan Calheiros (PMDB-AL) Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado</p>

O senador reeleito Renan Calheiros (MDB-AL) pretende disputar a Presidência do Senado e afirmou a interlocutores que teria 40 votos para ser eleito em 2019; como o Senado tem 81 cadeiras, são necessários, pelo menos, 41 votos; Renan avalia que o governo de Jair Bolsonaro, se eleito, vai fazer água a partir do 2º semestre; ele já quer se posicionar como oposição e acredita que terá todos os votos de senadores do PT e do PSDB

Renan Filho quer média de homicídios abaixo da nacional

: <p>Renan Filho - Governador de Alagoas Foto:Marco Ant�nio/Secom Macei�</p>

A Secretaria de Segurança de Alagoas (SSP/AL) reduziu em mais de 20% o número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), quando comparados os dois últimos quadriênios, levando em consideração os dados coletados até outubro nos dois períodos; desafio agora é reduzir o índice para abaixo da média nacional; “Trata-se de uma meta muito ambiciosa, mas que é possível atingir”, avaliou o governador Renan Filho (MDB)

BRASIL

Apoiador de Bolsonaro, dono da Havan atiça ataque contra jornalista

:

Associação Brasileira de Jornalismo investigativo (Abraji) denunciou, em nota, a ameaça feita pelo empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, ao jornalista Ricardo Galhardo, que queria entrevistá-lo acerca da denúncia de que ele seria um dos financiadores do esquema milionário de divulgação de fake News contra o candidato; Hang divulgou o telefone do jornalista para 56 mil seguidores de suas redes sociais; o jornalista vem sendo alvo de ameças no Twitter.

Revista Brasil 247

Edição #234

Revista do dia

Revista Oásis - Edição #395

Colunistas

Colunista

Jogo da Globo na guerra cibernética pró-Bolsonaro

César Fonseca

Merval Pereira, Globo, diz que, baseada, apenas, em reportagem "inconclusa" da Folha, de Patrícia Campos de Mello, dando conta do violento ataque cibernético das empresas, engajadas na candidatura Bolsonaro, para detonar a de Haddad, burlando legislação, não dá para interromper campanha política, afetada por claro crime eleitoral. Por que não, se ocorreu flagrante delito?

Colunista

O cordel do caixa 2

Nêggo Tom

O tal do cabra é trapaceiro, e num trambique eleitoreiro, fez o povo se alarmar, ocê sabe, né? Hoje é tudo no zap zap, e na fração de um traque, tudo começa a espalhar, o tal Jair, esse é o nome do embusteiro, enganou o mundo inteiro, noticiando enganação

Colunista

Megafraude da eleição atingiu também candidatos a deputado

Bepe Damasco

Em qualquer país do planeta no qual exista poder judiciário que mereça esse nome uma eleição deformada como a atual estaria sob séria investigação e seu resultado amplamente questionado. Por aqui, o que esperar de uma justiça acuada, acovardada, desmoralizada e corrompida politicamente?

Colunista

Debate ou fake news?

Aldo Arantes

A sociedade brasileira aguarda medidas enérgicas por parte do Tribunal Superior Eleitoral e do Ministério Público no sentido de resguardar a transparência das eleições. O País não pode aceitar passivo que a eleição ocorra neste clima e que o resultado eleitoral seja fruto de uma fraude

Colunista

A mídia naturalizou o fascismo

Guilherme Scalzilli

Às vésperas da tragédia, resta o consolo de saber que as posições ficarão delimitadas para juízo histórico. Antes que todos passem para o famigerado coro dos inocentes, cabe denunciar a tolerância da mídia corporativa com o fascismo, questioná-la a respeito, forçar a antecipação vexatória das narrativas arrependidas e desmascarar o álibi do cinismo ideológico

Colunista

O lobo e o cordeiro

Rodrigo Teixeira

Após analisar os argumentos dos apoiadores de Bolsonaro nesta eleição, notei que há uma estrutura comum do discurso que pode ser ilustrado com a parábola do lobo e do cordeiro

Colunista

Alô, TSE! É bom já ir investigando

Nêggo Tom

 urgente que o TSE se manifeste sobre as evidências de caixa 2, na campanha do candidato Jair Bolsonaro. É urgente, que o povo brasileiro se manifeste com vontade, contra esse abuso de poder praticado pelo presidenciável que se apresenta como o paladino da ética e da moral

Colunista

Bolsonaro e a tortura

Urariano Mota

A gente bem que gostaria de nunca mais voltar a semelhante memória de crimes contra a humanidade. No entanto, o anti-humano faz com que a gente volte a escrever, denunciar nestes dias mais que nunca. Que a mais ampla fraternidade contra o fascismo avance

Colunista

Empresários criminosos querem induzir vontade popular disseminando mentiras

Chico Vigilante

O mais grave é que o TSE vê tudo de braços cruzados, agindo como cúmplice do desrespeito à lei. O ministro Luiz Fux prometeu combater as fake news mas não está honrando o cargo que ocupa para garantir eleições limpas no Brasil. E a pergunta que não quer se calar é: ministra Rosa Weber, a senhora vai barrar a ilegalidade ou também será conivente com ela?

Colunista

Estas eleições são a continuação do Golpe

Mirela Filgueiras

Estas eleições fraudulentas não passam de uma ilusão vendida para a esquerda como forma de vencer o Golpe. A primeira fraude foi a cassação da candidatura do último grande estadista brasileiro, Lula, que venceria no primeiro turno.

Colunista

Declaração de voto

Luiz Alberto Gómez de Souza

Venho declarar meu voto afirmativo e entusiasta por Fernando Haddad/Manuela d’Ávila. Por testemunhos de pessoas que conviveram de perto com Haddad e que me merecem toda a confiança, foi um esplêndido ministro da Educação, dos melhores, senão o melhor que tivemos nas últimas décadas

Colunista

O jornalismo vive. Viva Patrícia!

Washington Luiz de Araújo

Era de se esperar que Patrícia Campos Mello fosse ameaçada depois da sua reportagem na Folha de S. Paulo, na qual denuncia o caixa 2 de Bolsonaro, em que empresas financiam ilegalmente a mentira, a sordidez via WhatsApp contra a candidatura Haddad. Vivemos tempos sombrios quando a mentira enfumaça a mente das pessoas e quando cafajestes, canalhas, percebem que o efeito disso, para eles, é positivo

Colunista

Desabafo sobre uma agressão ou Clarice e a liberdade

Maria Fernanda de Carvalho

Vesti no peito o rosto de Clarice Lispector e sua frase "Liberdade é pouco. O que eu desejo ainda não tem nome.". Uma mulher perguntou: "É Bolsonaro?". Respondi: "Não". É da UFSC?", me perguntou. "Sim", respondi. A resposta veio em um tom maldoso: "Então, tá explicado". "O que tá explicado?", retruquei. "A UFSC é um antro!". Não nos intimidemos. Estamos com Haddad

Colunista

Por que vale a pena lutar até o fim para virar o jogo

Bepe Damasco

Aconteça o que acontecer, esta luta merece ser levada às últimas consequências porque estamos do lado certo da história, o da civilização contra a barbárie, da democracia versus a ditadura. Nos batemos por emprego, salário, educação, inclusão social e soberania nacional, verdadeiros palavrões para os fascistas e seus aliados neoliberais

Colunista

O processo eleitoral de 2018 - Civilização x Barbárie

Carlos Giannazi

Temos sérias e profundas críticas ao PT do ponto de vista político e ético, porém, neste momento em que a candidatura de Bolsonaro se apresenta como a real possibilidade de nos jogar na mais tenebrosa e longa noite de sofrimento e ranger de dentes, em que os mais pobres serão os mais afetados, declaramos nosso apoio crítico e voto em Fernando Haddad

Colunista

Em defesa da democracia

Patrus Ananias

Quero advertir, a partir das minhas experiências pessoais, às pessoas comprometidas com a democracia no Brasil, que a eleição do senhor Jair Bolsonaro abre, pelas suas práticas, novamente as portas para a volta da ditadura no País

Colunista

Brasil: quando todos se definem

Roberto Amaral

Independentemente do que possa ocorrer no próximo dia 28 – e o pior é sempre uma possibilidade – a tragédia política brasileira já tem contornos definidos com a óbvia inclinação da grande massa pelo discurso da extrema-direita. A voz do último dia 7 foi evidente demais, e grave demais, para não ser entendida

Colunista

Aliado diz que Bolsonaro não debate porque ‘peida’!?

Voney Malta

Onyx Lorenzoni usou o argumento escatológico para explicar o motivo de Bolsonaro para não participar dos debates anteriormente previstos em rádio e televisão no segundo turno da eleição presidencial. "Quer que eu fale em bom português? Um cara colostomizado peida, fede. No meio de um debate político, acha adequado isso?", disse o deputado gaúcho

Colunista

Se o fascista não vai ao debate, que se convide o povo

Celso Raeder

Trabalhadores, estudantes, líderes religiosos, representantes das minorias, empresários, professores, entre outros segmentos da sociedade ocupariam o lugar abandonado por Bolsonaro e fariam perguntas ao candidato do PT, inaugurando um modelo de diálogo em alto nível, focado em propostas e programas de governo