Brasília 247Voltar para CAPA do 247

Risco de parcelar salário de servidores do DF é de 50%, diz secretário

Pedro Ventura/Agência Brasília: <p>Palácio do Buriti, Brasília, DF, Brasil 31/8/2016</p>

O secretário-chefe da Casa Civil do Distrito Federal, Sérgio Sampaio, informou que chega a 50% a probabilidade de o governo ter de parcelar o salário dos servidores públicos por causa de um déficit de quase R$ 2 bilhões no orçamento; o titular negou que o executivo pense em aumentar impostos; "Eu posso já antecipar e garantir que não haverá novos aumentos de impostos. Nós não trabalhamos com essa hipótese", afirmou

Alunos da UnB protestam contra demissão de terceirizados

:

Estudantes da Universidade de Brasília (UnB) ocuparam um prédio da instituição rm protesto contra a demissão de terceirizados e cortes na educação; segudno manifestantes, faltou diálogo na discussão sobre o orçamento da universidade; a UnB acumula um déficit de R$ 100 milhões por causa da queda dos repasses federais

GDF vai recorrer da decisão sobre ilegalidade do aumento das passagens

:

A Procuradoria-Geral do Distrito Federal informou que recorrerá da decisão que declarou ilegal o decreto aumento o valor das tarifas de ônibus e metrô, que, em janeiro deste ano, elevou o preço das passagens para até R$ 5. o GDF tem 30 dias para apresentar o recurso; o valor das passagens deve voltar para o preço anterior apenas quando não couber mais recurso

Hélio Doyle lança “Assim é a Velha Política”

:

Nas 143 colunas publicadas, o jornalista Hélio Doyle, que foi chefe da Casa Civil do GDF, expõe os métodos da velha política, a desfaçatez de seus praticantes, os mitos que se criam para sustentá-la e o mal que ela faz à sociedade

Raquel Dodge recua e desiste de tomar posse no Planalto

Antonio Cruz/Agência Brasil: <p> Raquel Dodge</p>

Depois de ter demonstrado solidariedade a Michel Temer afirmando que tomaria posse no Palácio do Planalto, Raquel Dodge desistiu da ideia; a futura procuradora-geral da República voltou atrás e agora diz que a cerimÔnia será no auditório da própria PGR, no dia 18 de setembro; a mudança de planos coincide com as críticas que Dodge tem recebido por ter ido a encontro com Temer no Palácio do Jaburu, às 22h, sem que a audiência estivesse prevista na agenda do peemedebista

Ex-senador boliviano refugiado no Brasil está internado em estado grave

:

Hospital de Base do Distrito Federal informou neste domingo (13) que é grave e instável o estado de saúde do ex-senador boliviano Roger Pinto Molina, que caiu do ultraleve que pilotava na noite passada, no município goiano de Luziânia; Molina, de 57 anos, que deu entrada no hospital na noite de sábado (12), era o único ocupante da aeronave; investigadores do Sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos deslocaram-se para Luziânia, na região do Entorno do Distrito Federal, a fim de fazer registros fotográficos, coletar documentos e realizar entrevistas

Delação de Funaro entrega Michel Temer

:

"O centro da delação de Funaro é mesmo o PMDB. Além de Eduardo Cunha, para quem trabalhava, Funaro vai contar histórias sobre Michel Temer e o seu núcleo mais fechado: Eliseu Padilha, Moreira Franco e Geddel Vieira Lima", informa o jornalista Lauro Jardim

GDF discute parcelamento de salários de servidores

Elza Fiúza/Agência Brasil: <p>Brasília - O governador Rodrigo Rollemberg, se reúne com a secretária adjunta de Saúde, Eliene Berg, e com os diretores regionais de hospitais para discutir a situação da saúde no DF (Elza Fiuza/Agência Brasil)</p>

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, discutiu com membros de sua equipe a possibilidade de parcelamento de salários dos servidores públicos a partir de setembro; o chefe do executivo afirmou que o governo está fazendo todos os esforços para assegurar o pagamento em dia do salário dos servidores do DF; o déficit atual é de quase R$ 200 milhões por mês e o rombo no fechamento das contas pode chegar a R$ 1 bilhão até dezembro; “Desde o início do governo, damos prioridade ao servidor. Fazemos todo o esforço para manter os salários integrais e em dia”, disse ele

Comissão debate mobilidade em audiência com Haddad

Wilson Dias/Agência Brasil: <p>Brasília - Entrevista com o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad sobre o encontro com o Ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner (Wilson Dias/Agência Brasil)</p>

Para discutir soluções ao transporte da população nas cidades e a atualização de leis sobre a mobilidade ativa, o presidente da Comissão de Desenvolvimento Urbano (CDU), deputado Givaldo Vieira (PT-ES), traz a Brasília, nesta quinta-feira (17), o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad; a capital paulista alcançou entre 2013 e 2016, período da gestão do petista, melhoria significativa nos índices de congestionamento e acidentes de trânsito a partir da ampliação de corredores exclusivos para ônibus, aumento da fiscalização, mudanças de mão em vias estratégicas e redução nos limites de velocidade nas marginais, entre outras iniciativas

PARANÁ 247

Requião critica doações privadas e pergunta: Por quem sois Sergio Moro?

Roque de Sá/Agência Senado: <p>requião</p>
<p> </p>

O senado Roberto Requião (PMDB-PR) defendeu o financiamento público de campanha eleitoral, pois, de acordo com o parlamentar, "financiamento privado é inicio da corrupção"; "Financiamento publico de campanhas, com valores modestos, e fim da orgia da gastança eleitoral", disse o peemedebista em dua conta no Twitter; "O financiamento privado de campanhas é instrumento de dominação do capital sobre a Nação. Por quem sois Sergio Moro?"; o magistrado criticou o financiamento público defendido por parlamentares na reforma política; "Há uma tendência de quem está dentro do sistema de querer ficar dentro", disse Moro durante evento da Jovem Pan

MÍDIA

Kennedy: Meirelles deixa bomba fiscal para o próximo governo

:

"O governo seguinte receberá uma bomba fiscal, porque dificilmente a atual administração aprovará uma reforma da Previdência que evite que a regra de teto de gastos paralise o Executivo. A tarefa do próximo governo será ainda mais dura. Sem uma reforma da Previdência relevante, a regra do teto de gastos se transformará numa armadilha para o próximo presidente", avisa o colunista Kennedy Alencar; segundo ele, a nova meta fiscal de R$ 159 bilhões de déficit, já nasce cercada de dúvidas

Revista Brasil 247

Edição #157

Revista do dia

Revista Oásis - Edição #334
Fechar