Brasília 247Voltar para CAPA do 247

Mulheres protestam em frente ao STF para defender Lula e a democracia

Benildes Rodrigues:

Um grupo de mulheres fizeram uma manifestação em frente do STF contra a condenação sem provas do ex-presidente Lula pelo TRF4, sediado em Porto Alegre; segundo o manifesto das “Mulheres Com Lula”, tem havido uma recorrente violação do Estado Democrático de Direito, com ações arbitrárias praticadas contra  Lula e sua família; “Protestamos conscientes de não haver qualquer prova de cometimento de crime pelo ex-presidente, mas apenas iniciativas precárias e recorrentes de obter sua condenação a qualquer custo”, diz o texto.

Parlamentares vão ao STF contra reforma da Previdência durante intervenção no Rio

:

Com o objetivo de proibir qualquer tramitação de emenda constitucional na Câmara e no Senado enquanto estiver em vigor a intervenção federal no Rio de Janeiro, o deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) e o senador Paulo Paim (PT-RS) entraram, no domingo (18), com liminar no STF; a ação é motivada após pronunciamento de Michel Temer na exta-feira (16), quando anunciou que poderia suspender  a intervenção para pôr em votação a “reforma da Previdência

Ato no aeroporto de Brasília homenageia Tuiuti e denuncia perseguição contra Lula

:

Cerca de oitenta pessoas fizeram um ato no aeroporto de Brasília, em homenagem à escola de samba Paraíso da Tuiuti e em defesa do ex-presidente Lula e da democracia brasileira; responsável pela organização do ato, o líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (PT-RS), afirmou que a "ideia é mostrar com irreverência e ousadia que nós precisamos reagir em todos os espaços para denunciar o golpe, a reforma da previdência, a perseguição ao Lula, bem como mostrar que o povo brasileiro está reagindo e se organizando para defender a nossa democracia"

Rumores sobre morte de Roriz alertaram cena política de Brasília

Divulgação:

Circulou no meio político de Brasília, na madrugada deste domingo (18), que o ex-governador do Distrito Federal Joaquim Roriz havia tido uma piora em seu quadro de saúde e não resistiria. Familiares e pessoas próximas ao ex-governador começaram a receber uma enxurrada de ligações em busca de informações; Roriz precisou amputar dois dedos do pé direito por causa do agravamento de sua diabetes; também havia dito quadro de hipertensão e taquicardia, e precisou fazer um cateterismo; teve, ainda, piora em suas funções mentais

Teto do Aeroporto JK desaba e deixa um ferido

:

Desabou neste domingo (18) uma parte do teto do salão de embarque do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília; o motivo do incidente foram as fortes chuvas; pelo menos uma pessoa ficou ferida, mas recebeu atendimento de brigadistas da Inframarica

STF analisa habeas corpus para presas preventivas grávidas ou com filhos de até 12 anos

:

A segunda turma do STF deve analisar, na próxima terça-feira (20), o habeas corpus coletivo para presas preventivas grávidas ou que tenham filhos de até 12 anos, impetrado pela Defensoria Pública da União e por um coletivo de defensores públicos e entidades de direitos humanos, motivado pelo beneficio concedido a ex-primeira dama do Rio de Janeiro, Adriana Ancelmo. Esta semana, mais um caso colocou o assunto em discussão quando um bebê recém-nascido passou dois dias em uma cela de delegacia junto com a mãe, que estava cumprindo prisão preventiva por porte de 86 gramas de maconha

Câmara marca para segunda votação de decreto sobre intervenção no Rio

LUIS MACEDO:

A Câmara dos Deputados, presidida por Rodrigo Maia (DEM-RJ), incluiu na pauta da sessão de segunda-feira (19), a análise do decreto presidencial que determina a intervenção federal na área da segurança do Rio de Janeiro; o parlamentar pretende votar o decreto no mesmo dia; o democrata também deve escolher no fim de semana e comunicar o plenário na segunda-feira (19) quem será o relator da matéria; técnicos da Câmara recomendaram o presidente da Casa suspenda a tramitação de todas as PECs em andamento na Casa

Maia afasta Paulo Maluf do mandato de deputado

:

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirma que a prisão do deputado Paulo Maluf (PP-SP) "inviabiliza, por prazo superior a cento e vinte dias, o regular exercício do mandato parlamentar"; Maluf é acusado de usar conta no exterior para desviar recursos das obras da avenida Água Espraiada (atual avenida Roberto Marinho), em São Paulo, quando era prefeito da cidade, entre 1993 e 1996

Pedidos de diligência sobre Temer estão nas mãos de Barroso

Carlos Moura/SCO/STF : <p>rpberto barroso</p>

O cerco a Michel Temer no esquema do Porto de Santos vai se fechando; diversos pedidos sigilosos de diligência foram feitos ao Supremo Tribunal Federal (STF); pedidos correm em segredo de Justiça e dependem de autorização do ministro do STF Luís Roberto Barroso; relatório da Polícia Federal (PF) sobre o caso afirmou ser necessária a quebra dos sigilos fiscal, bancário e telefônico de Temer e de outros investigados. Não está claro, porém, se a quebra desses sigilos está entre as diligências já requeridas pelos delegados

BRASÍLIA 247

Mulheres protestam em frente ao STF para defender Lula e a democracia

Benildes Rodrigues:

Um grupo de mulheres fizeram uma manifestação em frente do STF contra a condenação sem provas do ex-presidente Lula pelo TRF4, sediado em Porto Alegre; segundo o manifesto das “Mulheres Com Lula”, tem havido uma recorrente violação do Estado Democrático de Direito, com ações arbitrárias praticadas contra  Lula e sua família; “Protestamos conscientes de não haver qualquer prova de cometimento de crime pelo ex-presidente, mas apenas iniciativas precárias e recorrentes de obter sua condenação a qualquer custo”, diz o texto.

Revista Brasil 247

Edição #197

Revista do dia

Revista Oásis - Edição #361

Colunistas

Colunista

Um País condenado?

Lula Miranda

O poeta e colunista do 247 Lula Miranda resume a tragédia brasileira em meio à eventual prisão do maior líder popular que o País já teve; "Crise terminal na Saúde pública...Na Segurança...A Educação em ruínas....Empresas, antes sólidas e prósperas, entrando em bancarrota...Mais de 13 milhões de desempregados... Os piores canalhas governam o país...", diz ele; "O país afunda à beira de uma iminente conflagração. O Brasil numa situação dessas e a elite escrota querendo colocar seu principal líder na cadeia. Só pode ser auto-sabotagem 'patriótica' uma coisa dessas..."

Colunista

A ironia desafia e a loucura reage

Décio Lima

O carnaval de 2018 ensejou um novo e marcante personagem – a Ironia. A Paraíso do Tuiuti conquistou um lugar na História e não somente em relação ao Carnaval, mas também no rol das manifestações de protesto e denúncia feitos com rara inteligência e talento

Colunista

Crítica da razão golpista

José Marcus de Castro Mattos

A intervenção militar golpista não é para 'combater o crime organizado' e/ou 'manter a ordem pública'. Ela tem por objetivo esmagar no nascedouro a insurreição popular que se manifestara no Carnaval através de saques a lojas, super-mercados, shoppings, etc, e pelo desafiador desfile da escola de samba Paraíso do Tuiuti

Colunista

Intervenção que começou a séculos

Pedro Augusto Pinho

O que é ser nação independente? É a que tem soberania. Mas que soberania? Não é só apresentar-se como um País, reconhecido pela autonomia formal com que ocupa assento em foros internacionais. Esta soberania, que adjetivaremos política, só é efetiva se a ela acrescentarmos as soberanias econômica, tecnológica e social

Colunista

Uniformidade midiática

Henrique Matthiesen

Não olvidemos que os barões midiáticos carregam, intrinsecamente em si, o preconceito racial, social e econômico. Ditam comportamentos e não existam em impor sua ideologia por meio da força. Vide o suicídio de Vargas, o golpe de 1964, e derrubada da presidente Dilma Rousseff

Colunista

A jogada bonapartista de Temer

Jaldes Meneses

Sai de cena o fiscalismo guarda-livros da previdência e adentra a ribalta, com pombas e circunstâncias, a psicologia social da segurança pública. Não se pretende, é claro, resolver na raiz o problema da segurança. No máximo, dar uma mão de cal que permita roubar a agenda do recente sucesso relativo da extrema direita

Colunista

À beira de um nebuloso precipício

Enio Verri

Se a vocação da brejeira elite brasileira é ser colônia de outras nações, essa não é a de mais de 85% da população, que experimentou o melhor momento da história deste País. Desobediência civil já. Às ruas

Colunista

Intervenção que começou há séculos

Pedro Augusto Pinho

Não seria a guerra civil o próximo passo da banca para transformar o Brasil, a Venezuela, a Bolívia em novas Líbias, novos Iraques? Mas creio que já temos a lição aprendida: é indispensável a união de todos os que lutam pela soberania nacional, esquecendo feridas antigas, para finalmente assegurarmos nossa verdadeira independência.

Colunista

Mudança possível

Vicente Cândido

Congresso continuará sendo de homens, de brancos e de empresários majoritariamente. É um Congresso que sofre uma forte deformação: não é a cara do Brasil

Colunista

Hoje a revolução não é possível?

Valter Pomar

A revolução no sentido estrito da palavra é a derrubada da classe dos capitalistas, derrubada promovida pela classe que é, ao mesmo tempo, oprimida e explorada pelos capitalistas: a classe trabalhadora

Colunista

A guerra chegou

Pedro Augusto Pinho

A recente intervenção no Rio tem alguns objetivos não explícitos. Matam-se vários coelhos com uma intervenção só. Organiza-se melhor o tráfico, aumenta-se o ganho da banca, desmoraliza-se a Força Armada e aumenta a ira popular. Esta vem sendo construída pela Globo e todas as emissoras associadas à banca desde 2013

Colunista

A preparação do general Braga para as próximas eleições

Jose Carlos de Assis

É possível  que passe pela cabeça de Temer a idéia de lançar o general Braga Netto como candidato à Presidência da República. É possível até mesmo que o general Braga Netto, assim como a própria intervenção tenham sido inventados para se viabilizar um candidato à Presidência viável. Tudo é possível nessa República vilipendiada. Onde o Presidente rouba, e a Câmara dos Deputados perdoa, as instituições podem ser manipuladas à vontade desde o contínuo do Palácio do Alvorada até o Alto Comando do Exército

Colunista

O dia em que o morro descer e não for Carnaval

Lelê Teles

Temer mandou tirar a faixa presidencial do peito do Vampirão durante o desfile das campeãs; a escola arregou miseravelmente, sinal de que o terror psicológico provocou efeito. Quando o exército começar a usar toucas ninja para invadir barracos haverá revolta. E ela provocará um estado de sítio. E ele provocará a desobediência civil

Colunista

Temer tirou a faixa presidencial do vampirão

Altamiro Borges

Pelo jeito, a midiática intervenção militar no Rio de Janeiro – um show de pirotecnia para tentar tirar o usurpador Michel Temer do fundo do poço da rejeição – já começa a produzir seus efeitos. Como na ditadura, a censura parece que está de volta

Colunista

1954, 1964 e 2016, 17, 18...

Pedro Maciel

O Golpe de 2016 tem os mesmos elementos dos de 54 e 64: polarização ideológica, crise econômica interna, interesses econômicos internacionais, acusação de corrupção, campanha difamatória pela imprensa

Colunista

Há excesso de garantias, diz professor. O que dirão os 750 mil presos?

Lenio Luiz Streck

Conheci o professor José Eduardo Faria no final dos anos 80. Sob outra perspectiva, trabalhei muito sua “crise de paradigmas”. Lembro de um exemplo, não sei se dele ou meu, sobre invasão de terras: quando uma pessoa invade uma propriedade, é esbulho; mas se milhares invadirem e o Judiciário tratar disso como esbulho, o caos estará instalado. Eis a crise

Colunista

Nova fase do golpe?

Reimont Otoni

Sabemos que parte da sociedade, acuada pela violência, será favorável à intervenção, mas também sabemos que a questão da Segurança vai muito além da exibição de tanques e força policial. A presença da Força Nacional tem sido constante no Rio, sem qualquer resultado prático

Colunista

Intervenção Militar, um recado de Temer

Ricardo Fonseca

Ou me deixam governar decorativamente em PAZ, vendendo o País ao capital estrangeiro, gastando dinheiro público à rodo e transferindo o ônus da dívida pública pro pobre trabalhador, ou entrego o poder de bandeja para os militares. Alguém tem alguma dúvida disso?

Colunista

Homeland tropical

Fernando Rosa

Estudiosos de Segurança Pública se encarregaram de desmontar possíveis argumentos técnicos que justificariam a intervenção militar no Rio de Janeiro.Resta, então, uma explicação "política", que seria a desastrada tentativa do vassalo Temer salvar seu mandato com uma cartada de afirmação populista de autoridade

Colunista

A intervenção em quatro atos

Nêggo Tom

- Ei! O senhor pode me ajudar? Um ladrão quis me roubar e me atirou de raspão. - Não posso fazer nada. Isso aqui é uma brigada e não o exército da salvação. - Mas, ouvi na TV, que vocês vinham para proteger e defender a população - Nós defendemos é o estado e não qualquer pobre coitado, que se acha cidadão

Colunista

Cartada de risco

Jandira Feghali

Os fatos que precedem a intervenção militar no Rio emolduram o quadro que precisamos interpretar e que com o tempo irá perdendo as cores e ficando mais claro. A assimetria de poderes ganhou relevância e a Constituição da República tratada como um instrumento a ser usado segundo a conveniência dos poderosos de ocasião, manietados pelo capital

Colunista

Zé Dirceu, Lula, Dilma e Gleisi. Os golpistas têm um objetivo

Dimas Roque

Gleisi, essa é hoje a mulher mais importante do país em um cargo político. Ela comanda a maior legenda de esquerda das Américas com cuidado e zelo, que só quem milita sabe a sua importância para que, hoje, o Partido dos Trabalhadores tenha condições de retornar ao comando da nação

Fechar