Rio 247Voltar para CAPA do 247

Bretas diz que decisão do STF não altera delações premiadas

:

O juiz Marcelo Bretas, da 7a Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, disse não ver mudanças no uso de delações no combate à corrupção após o STF decidir que as delações só são válidas caso os delatores apresentem provas do que dizem; "Eu não vejo mudanças nas delações. Parece que houve decisão de não prestigiar alguns acordos, mas isso tem que ser analisado caso a caso", disse Bretas; decisão do STF vem após os questionamentos de que muitas delações teriam sido usadas em condenações da Lava Jato sem que as acusações fossem devidamente comprovadas

MP do Rio aceita ajuda da Polícia Federal no caso Marielle

:

O procurador-geral de Justiça do Rio, Eduardo Gussen, diz em ofício ser favorável à participação da PF nas investigações das mortes da vereadora Marielle Franco e do motorista, Anderson Gomes, desde que o pedido seja feito pelo interventor federal general Braga Netto. “Caso o interventor e seu gabinete avaliem que a PF deve atuar no caso, basta que seja formulada a devida requisição”, afirma ele

No Rio, debate com postulantes a governador é polarizado por Paes e Romário

:

No debate com os candidatos a governador no Rio de Janeiro, o alvo preferencial foi o ex-prefeito Eduardo Paes (DEM); Paes foi atacado pelo ex-governador Anthony Garotinho (PRP), o deputado Índio da Costa (PSD) e o vereador Tarcísio Motta (PSOL) por seu vínculo com o ex-governador Sérgio Cabral (MDB) preso há quase dois anos; ele respondeu a todos, mas mirou suas principais perguntas a Romário, entendendo que o ex-jogador é seu adversário mais forte

Polícia do RJ recusou apoio da PF no caso Marielle, diz Jungmann

:

ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse nesta quinta-feira (16) que a Polícia Civil e o Ministério Público do Rio de Janeiro recusaram novamente apoio da Polícia Federal para investigação da execução da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, que completou 150 dias essa semana; "A resposta que eu obtive foi que não era necessário, que eles davam conta", disse Jungmann

Lava Jato volta às ruas do Rio e prende banqueiro Edson Menezes

:

O banqueiro e ex-superintendente do Banco Prosper, Edson Menezes, foi preso por agentes da PF em um desdobramento da Operação Lava Jato; operação apura as suspeitas do pagamento de R$ 6 milhões em propinas por venda da folha de pagamentos dos servidores estaduais durante a gestão de Sérgio Cabral; Fundação Getulio Vargas (FGV), que realizou a consultoria que resultou no leilão do Banco do Estado do Rio de Janeiro (Berj) e da folha de pagamentos, além de ter subcontratado o banco Prosper, também é alvo da investigação

O 'fundo do poço' tem potencial enorme, diz candidato do Novo ao governo do Rio

:

O candidato ao governo do Rio de Janeiro pelo Partido Novo, Marcelo Trindade, vê o estado do Rio de Janeiro como uma “empresa falida”; Trindade, afirma que o “fundo do poço tem um potencial de ganho enorme”; é o mote que pretende explorar em sua campanha; escolhido para substituir o técnico de vôlei Bernardinho, que desistiu de disputar o cargo, Trindade repete a receita dos candidatos do Novo em todo o país: austeridade fiscal com estímulo a privatizações e concessões de serviços públicos

Vereadora do PSOL sofre abordagem policial truculenta em Niterói

Fernando Frazão/Agência Brasil: <p>Rio de Janeiro - Fuzileiros Navais participam de operação na favela Kelson's, zona norte da cidade (Fernando Frazão/Agência Brasil)</p>

A vereadora Talíria Petrone (PSOL) foi vítima de uma abordagem policial truculenta na balsa que fazia o trajeto de Niterói ao Rio de Janeiro. O incidente aconteceu quando a parlamentar estava a caminho da Praça XV para realizar a sua campanha eleitoral como candidata à deputada federal; Talíria estava com a sua equipe quando foi abordada de forma agressiva por um PM que fazia a segurança do transporte

BRASIL

PML: Globo diminui parecer da ONU como fez com Diretas Já

:

O jornalista Paulo Moreira Leite critica a coluna de Carlos Alberto Sardenberg, que classifica o parecer da ONU, denunciando as arbitrariedades da prisão de Lula, como fake news; "A Rede Globo Globo distorce fatos, como tentou fazer com o movimento Diretas Já, dando pouco destaque para os imensos comícios pelo fim da ditadura"; condena Moreira Leite; assista a íntegra do programa Boa Noite 247 

Revista Brasil 247

Edição #224

Revista do dia

Revista Oásis - Edição #386

Colunistas

Colunista

A visita de Mattis e a subserviência do governo Temer

José Reinaldo Carvalho

Dando sequência aos esforços para associar o governo submisso de Michel Temer aos desígnios intervencionistas dos EUA para com a Venezuela, o secretário da Defesa dos EUA, James Mattis, seduziu as autoridades de Brasília referindo-se à "liderança" do gigante do Cruzeiro do Sul, que foi instado a enfrentar o "regime opressor" do presidente Nicolás Maduro

Colunista

Lula candidato sim

Marcelo Uchoa

Neste momento em que se discute se o Brasil deve ou não cumprir a determinação do Comitê de Direitos Humanos da ONU, é importante deixar muito bem esclarecido que não cabe à Justiça brasileira, ou a qualquer outro poder que seja neste país, alegar soberania nacional para descumprir tal decisão

Colunista

Áurea, Duda e o crescimento do PSOL em MG

Hélio Rocha

É saudável para a democracia brasileira o crescimento do PSOL, visto que este representa uma alternativa à esquerda que, ainda pouco viciada pelas regras do jogo em que se disputa o poder Executivo, consegue levantar bandeiras que o PT deixou de priorizar

Colunista

A ONU e a Classe Média

Guillermo Gomez

O Brasil voltou à vergonha internacional de uma época em que sua elite se recusava a abolir a escravidão. Um traidor com características vampíricas é o presidente do Brasil, um ex-ator pornô é a voz mais proeminente da direita golpista, e o político, mais popular e decente, está prisioneiro sem crime, e sem provas. Temos a suspeita que isso não é verdade, porque se assemelha mais a um pesadelo da guerra

Colunista

Nova realidade social sob o domínio financeiro

Pedro Augusto Pinho

Ainda não houve a indispensável divulgação da mudança extraordinária que ocorreu no mundo, mas, no que me é importante, no Brasil; que altera, de modo radical a luta social e a conscientização do povo. Não há única matriz, mas diversos eventos que, embora se desenvolvessem independentes, tiveram uma orientação, certa homogeneidade e o mesmo destino para formação do poder. Estes eventos são

Colunista

A nova Crise da Justiça brasileira, a face do Lawfare impositiva diante do Mundo pedindo liberdade de Lula

Walter Santos

Os novos fatos gerados a partir da Comissão de Direitos Humanos da ONU recomendando ao Brasil a garantia de disputa eleitoral do ex-presidente Lula é o Capitulo externo e isento fora do Brasil não previsto pelo Golpe a provar diante dos autos que a Justiça Brasileira e o aparato auxiliar policial agem de caso pensado em impor o tratado de Lawfare – uso da Lei para perseguir- gerando reação no Mundo

Colunista

O xeque-mate de Lula na meganhagem judicial

Miguel do Rosário

Lula criou uma situação de ganha-ganha com o STF e com o Judiciário como um todo. Se cumprir a ordem da ONU, dá vitória absoluta a Lula. Se não cumprir, Lula também ganha, porque ficará ainda mais evidente o caráter político do processo que o levou à prisão

Colunista

Eleições em xeque?

Leonardo Yarochewsky

Se ainda restar um grão de democracia no Brasil, espera-se que a determinação do Comitê de Direitos Humanos da ONU seja respeitada e acatada pelo Estado Brasileiro, sob pena de comprometimento das instituições e das próximas eleições que ficaram sob suspeita perante o povo brasileiro e os órgãos internacionais

Colunista

Mídia prepara sua artilharia contra Haddad

Altamiro Borges

É bom ficar esperto. Confirmada a candidatura, a pancadaria sobre Haddad será cruel, sangrenta. É bom preparar uma boa equipe de advogados para abrir processos e exigir direito de resposta. Fundamental politizar a militância para enfrentar a carnificina da mídia. Qualquer ingenuidade nesse campo pode ser fatal

Colunista

O golpe se internacionalizará ao ignorar decisão da ONU?

Guilherme Coutinho

Ao contrário da mídia antipetista, que chegou a divulgar que a decisão não teria valor algum, especialistas, como o diplomata Paulo Sérgio Pinheiro, afirmaram que a decisão é de cumprimento obrigatório da decisão da ONU a favor de Lula. Resta saber se o Poder Judiciário cumprirá a decisão da ONU ou internacionalizará o golpe ao se recusar a cumprir a decisão

Colunista

Dias históricos

Renê Paulauskas

A apenas dois dias do registro da candidatura do Luiz Inácio Lula da Silva como candidato à presidência da república, a ONU, se pronuncia em defesa de sua candidatura. Parece que enfim estamos nos desvencilhando dos tentáculos desse golpe. Como em outros casos como de Gandhi e Mandela, também tiveram apoio internacional

Colunista

A enxaqueca dos liliputianos

Ângelo Cavalcante

Recordo do experiente jornalista Mino Carta em metáfora notavelmente precisa ao referir-se ao Reino de Liliputh para a descrição do absurdo institucional do judiciário brasileiro. Liliputh é aquele império de seres minúsculos e que pensam ser grandes. Sem titubear... O judiciário e seus correlatos no pós-golpe é o fantasioso mundo dos liliputianos

Colunista

Ciro, o anti-Temer

Henrique Matthiesen

Ciro Gomes é o candidato anti-Temer. É aquele que tem um projeto para libertar nossa gente da ação ruinosa daqueles que odeiam um Brasil Soberano. Enquanto uns brincam a beira do precipício, Temer elege seu favorito, Alckmin, e seu inimigo, Ciro

Colunista

Os três poderes e a desarmonia com os interesses do povo

Roberto Amaral

Na chefia do Poder Executivo, um presidente sem voto e sem honra alçado ao Planalto na crista de um golpe levado a cabo por um Congresso que há muito deixou de representar o povo. Segue-lhes o Poder Judiciário, o mais caro do mundo e ao mesmo tempo o mais lerdo, useiro e vezeiro em desmandos e violações à Carta Magna

Colunista

Grupo Abril está falido. ‘Veja’ vai acabar?

Altamiro Borges

Novas demissões poderão ocorrer nos próximos meses e até a extinção da revista Veja, algo inimaginável até algum tempo atrás, não está descartada. Lamentável para centenas de trabalhadores, inclusive para alguns jornalistas que insistem em chamar o patrão de companheiro e que muitas vezes são mais realistas do que o rei!