Agnelo proíbe trote bruto e cria Dia contra Bullying

Estudantes violentos respondero diretamente Justia, e no apenas a instituies de ensino; lei prev estmulo ao chamado trote cidado, com prestao de servios sociais; secretaria de Justia estreia pea No bullying comigo

247 – Numa ação articulada com as secretarias de Justiça e Direitos Humanos, o governador Agnelo Queiroz sancionou nesta sexta-feira 4 a lei que proíbe no Distrito Federal trotes violentos contra estudantes. Ele também instituiu a data de 7 de abril como o Dia Contra o Buillying no DF, quando deverão ocorrer diversas manifestações de estímulo a melhor convivência entre estudantes. Nos últimos tempos, especialmente na Universidade de Brasília, os trotes tiveram aumentadas suas cargas de violência e humilhação de veteranos sobre calouros. Além de ataques à integridade física, a lei também classifica a pressão psicológica como um ato violento. Os praticantes desse tipo de trote responderão diretamente à Justiça, e não apenas sofrerão sanções eventuais das instituições de ensino a que pertencem.

O texto sancionado pelo governador determina que os estabelecimentos de educação do DF passem a fixar cartazes ou faixas de fácil visualização informando aos alunos a proibição da violência, seja ela física ou psicológica, durante a realização dos trotes estudantis. As instituições deverão ainda prevenir e impedir a violência e punir os alunos que desrespeitarem as novas regras, que passarão a responder à Justiça.

“A violência traz consequências para as pessoas que sofrem com as brincadeiras, que na verdade são desrespeitosas. Já houve jornalistas agredidos, meninas sendo assediadas por rapazes bêbados, consumo de drogas ilícitas e a saída deveria ser o trote solidário. A forma como algumas destas festas têm sido feitas prejudica os participantes”, afirma o subsecretario de Direitos Humanos do DF, Todi Moreno. A nova legislação estimula a realização do chamado Trote da Cidadania, que pode ter arrecadação e doação de alimentos, plantio de árvores, prestação de serviços sociais e atividades culturais, de esporte e lazer.

Nesta sexta 4, a secretaria de Justiça estreou a peça teatral "Não bullying comigo”. A peça, no plano do governo para enfrentar a violência estudantil, será apresentada semanalmente na rede de escolas públicas e privadas do DF. A secretaria informou, por meio de nota, que o objetivo da peça é conscientizar os alunos e mostrar a eles que “agressões psicológicas e físicas podem causar traumas pela vida inteira”.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247