AP 470: presos recebem oferta para dar palestras

ONG Elo Brasil, que já havia oferecido oportunidade de trabalho na vaga de assistente de marcenaria aos petistas condenados no 'mensalão', quer agora contratar José Dirceu, José Genoino e Roberto Jefferson para dar palestras sobre cidadania, direito e combate à criminalidade, que seriam ministradas a presos do regime semiaberto

Brasilia - Condenados  da A��o Penal 470, trazidos  pelo avi�o da Pol�cia Federal (PF), foram levados para o complexo penitenci�rio da Papuda, no Distrito Federal
Brasilia - Condenados da A��o Penal 470, trazidos pelo avi�o da Pol�cia Federal (PF), foram levados para o complexo penitenci�rio da Papuda, no Distrito Federal (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Condenados na Ação Penal 470 por crimes como corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, José Dirceu, José Genoino e Roberto Jefferson receberam uma oferta de trabalho curiosa: falar sobre as infrações a outros detentos condenados ao regime semiaberto.

A proposta é da ONG Elo Brasil, que trabalha no sistema penitenciário brasileiro, informa a coluna da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo. A ideia da entidade é que os condenados ministrem palestras que abordem os temas: cidadania, direito e combate à criminalidade. Cada um receberia R$ 545 por mês.

"Tudo o que eles tinham de pior para dar ao país, já deram. Agora vamos ver o que eles têm de bom", diz Jomateleno Teixeira, presidente da entidade. As ofertas foram comunicadas pela ONG aos sistemas prisionais do Distrito Federal, onde estão Dirceu e Genoino, e do Rio, onde Jefferson cumpre pena, além da Justiça.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email