Aumento para cúpula da PF derruba discurso de austeridade de Bolsonaro

O aumento salarial concedida à cúpula da PF, subordinada ao ministro Sérgio Moro (Justiça), terá um impacto mensal de R$ 500 mil na folha salarial de R$ 500 mil. “O discurso de austeridade, de ajuste fiscal só ficou para os pobres”, disse o comentarista político João Cayres

(Foto: José Cruz - ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rede Brasil Atual - Numa atitude quase secreta, Sergio Moro, ministro da Justiça do governo Jair Bolsonaro, concedeu aumento à elite da Polícia Federal. A medida provisória publicada no dia 3 de janeiro reestrutura cargos, distribui aumentos e gratificações.

O impacto mensal na folha salarial será de mais de R$ 500 mil. Ao todo, o reajuste custará aos cofres públicos quase R$ 8 milhões, considerando pagamento de 13º salário, férias e encargos sociais, segundo o Ministério da Economia.

A MP, assinada por Moro, pelo secretário-executivo da Economia, Marcelo Pacheco dos Guaranys, e pelo presidente Jair Bolsonaro, derruba o discurso de austeridade do governo, usado para justificar medidas como a “reforma” da Previdência. A avaliação é do comentarista político da TVT João Cayres.

“O discurso de austeridade, de ajuste fiscal só ficou para os pobres”, disse. “O governo Bolsonaro fez uma reforma da Previdência que atinge em cheio a maioria da população brasileira, inclusive viúvas, cortando direitos. A reforma trabalhista feita por Michel Temer e ampliada por Bolsonaro tirou direitos históricos dos trabalhadores. Fez com que o padrão de renda caísse e não se gerou nada de emprego novo de qualidade. Pelo contrário, criou-se mais informalidade”, critica Cayres.

“Esse discurso de que não tem dinheiro, que tem de reduzir os gastos, só vale para a população mais pobre. Um exemplo é o baixo reajuste do salário mínimo.”

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247