Cármen Lúcia diz que um governo só é ‘legítimo’ se for ‘honesto’

Em palestra a estudantes da Universidade de Brasília (UnB), a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, que recentemente recebeu Michel Temer fora da agenda e num fim de semana em sua residência, declarou que "todo governo só é legítimo se for honesto"

Brasília - A nova presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, e o presidente Michel Temer durante a cerimônia de posse (Wilson Dias/Agência Brasil)
Brasília - A nova presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, e o presidente Michel Temer durante a cerimônia de posse (Wilson Dias/Agência Brasil) (Foto: Gisele Federicce)

Brasília 247 - Em uma palestra a estudantes da Universidade de Brasília (UnB), realizada nesta terça-feira 22, a presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, que recentemente recebeu Michel Temer fora da agenda e num fim de semana em sua residência, declarou que "todo governo só é legítimo se for honesto".

"A falta de ética gera uma desagregação do tecido social e da estrutura estatal. É inaceitável, inadmissível. Todo governo só é legítimo se for honesto. Sem confiança, não há democracia. Democracia se dá pela segurança que o cidadão tem nas instituições", discursou a ministra.

Segundo ela, "uma servidora pública que alimenta práticas antiéticas, isso é andar na contramão. Estado só vive pela confiança do cidadão nas estruturas de poder".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247