CLDF discute eleições para administradores regionais

Deputados distritais se apressam para blindar a categoria e fortalecer a Casa na cena política local, e num jogo de "morde e assopra", sinalizam boa vontade com projetos de Rodrigo Rollemberg (PSB); o problema é que uma parte do Parlamento tenta se antecipar ao início de mandato do governador eleito, o que pode levar a uma condução não muito aderente às ideias de Rollemberg, a menos que o socialista comece a negociar desde já

Deputados distritais se apressam para blindar a categoria e fortalecer a Casa na cena política local, e num jogo de "morde e assopra", sinalizam boa vontade com projetos de Rodrigo Rollemberg (PSB); o problema é que uma parte do Parlamento tenta se antecipar ao início de mandato do governador eleito, o que pode levar a uma condução não muito aderente às ideias de Rollemberg, a menos que o socialista comece a negociar desde já
Deputados distritais se apressam para blindar a categoria e fortalecer a Casa na cena política local, e num jogo de "morde e assopra", sinalizam boa vontade com projetos de Rodrigo Rollemberg (PSB); o problema é que uma parte do Parlamento tenta se antecipar ao início de mandato do governador eleito, o que pode levar a uma condução não muito aderente às ideias de Rollemberg, a menos que o socialista comece a negociar desde já (Foto: Leonardo Araújo)

Brasília 247 - O próximo ano promete abrir uma temporada de maior diálogo entre o Palácio do Buriti e a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF). Por um lado, os deputados distritais se apressam para blindar a categoria e fortalecer a Casa na cena política local. E no jogo de "morde e assopra", sinalizam boa vontade com projetos do governador eleito Rodrigo Rollemberg (PSB).

Até o momento, foram aprovadas a proposta que obriga o GDF a consultar a Casa em qualquer mudança na estrutura administrativa (criação ou extinção de órgãos e cargos), e também a que institui o orçamento impositivo, tornando obrigatória ao governo a execução de emendas parlamentares em várias áreas. Se as propostas forem sancionadas pelo atual governador Agnelo Queiroz (PT), restará a Rollemberg negociar para conseguir levar à frente uma de suas principais promessas de campanha, a de enxugamento da máquina pública por meio da redução de cargos comissionados e secretarias.

Mas há abertura para o diálogo do outro lado. O problema é que uma parte dos distritais tenta se antecipar ao início de mandato do governador eleito, o que pode levar a uma condução não muito aderente às ideias de Rollemberg, a menos que o socialista comece a negociar desde já.

Outra proposta central no plano de governo do PSB, as eleições diretas para escolha dos administradores regionais do DF, voltou a ser discutida no plenário da CLDF. Alírio Neto (PEN), que apoiou a candidatura de Jofran Frejat (PR) nas últimas eleições, lembrou que há quatro projetos sobre eleição de administradores regionais em tramitação na Casa e propôs "fazer um substitutivo e votar ainda nesta legislatura, para que o novo governo possa honrar o compromisso". O deputado Olair Francisco (PTdoB) concordou: "Isso vai facilitar, já que o governador vai assumir podendo executar o plano de governo".

Os distritais da base aliada do novo governador tentam conter tamanha boa vontade, no intuito de garantir o espaço de condução da pauta na nova legislatura. A deputada Celina Leão (PDT) considerou a proposta de Alírio "precipitada". "Esse é um assunto muito importante, a ser discutido, sobretudo, pelo novo governo e pela nova CLDF. Como privá-los disso?", questionou. O deputado Joe Valle (PDT) defendeu que o assunto seja mais discutido pela Casa, com ampla participação popular.

Enquanto isso
Foi aprovado, ainda em primeiro turno, um projeto de resolução que prevê que só haverá processo de cassação contra parlamentares com processos transitados em julgado, e tramita o projeto que retira do cidadão comum e de entidades da sociedade civil o direito de pedir abertura de investigação contra parlamentares. Fortalecidos diante do Executivo, os distritais tentam blindar a categoria e, com isso, reduzir fragilidades.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247