Com voto de Celso de Mello, placar fica em 3 x 1 contra 1° HC de Lula

Ministro decano acompanhou o voto do relator, Edson Fachin, e do ministro Gilmar Mendes na Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal durante o julgamento do HC sobre uma decisão monocrática de Felix Fischer, do STJ; Ricardo Lewandowski foi o único favorável até o momento à liberdade de Lula nesse caso

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro decano do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello, acompanhou o voto do relator, Edson Fachin, e do ministro Gilmar Mendes na Segunda Turma durante o julgamento do habeas corpus da defesa do ex-presidente Lula sobre uma decisão monocrática de Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça.

Ricardo Lewandowski foi o único favorável até o momento à liberdade de Lula nesse caso. Falta o voto da ministra Cármen Lúcia. 

A Segunda Turma também julgará hoje um segundo HC, sobre a suspeição do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro, que pode resultar na liberdade do ex-presidente.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247