Congresso já tem dois caminhos articulados para anistiar o caixa dois

O contra-ataque de deputados e senadores às investigações da Lava Jato ganhou um novo capítulo, e os congressistas já identificaram duas maneiras para tentar aprovar a anistia ao caixa dois eleitoral; uma delas é aproveitar o Projeto 4.424/2016, que altera a Lei dos Partidos Políticos e tramita em regime de urgência, para incluir uma emenda que anistie o caixa 2 e doações oficiais provenientes de recursos lícito

Foto externa do Congresso Nacional 
Foto externa do Congresso Nacional  (Foto: Giuliana Miranda)

Brasília 247 - Deputados e senadores já articularam dois caminhos para tentar aprovar no Congresso Nacional um contra-ataque às investigações da Lava Jato. Uma das alternativas é aproveitar o Projeto 4.424/2016, que altera a Lei dos Partidos Políticos, para incluir uma emenda que anistie o caixa 2 e doações oficiais provenientes de recursos lícitos. O conteúdo do projeto não trata de anistia, mas a proposição foi escolhida porque tramita em regime de urgência no plenário da Câmara. Segunda-feira haverá uma reunião para definir as emendas que vão entrar no texto.

As informações são da Coluna do Estadão.

"O relator é o deputado Francisco Floriano (DEM-RJ), correligionário do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que já incluiu e retirou o texto da pauta do plenário três vezes no mês passado.

Outra alternativa, preferida dos deputados, é que o Senado tome a iniciativa de pautar o “pacote salva-vidas”. Lideranças dizem que será mais fácil aprovar a anistia no plenário da Câmara se vier aprovada pelo Senado.

'O Senado que discuta lá. Querem jogar tudo nas costas da Câmara. Se começar na Câmara, o projeto estará morto', resume um líder."

Conheça a TV 247

Mais de Brasília

Ao vivo na TV 247 Youtube 247