Cunha se reúne a portas fechadas com Temer

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, tem aproveitado o recesso parlamentar para articular dois movimentos em Brasília: o do pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, e o de salvar sua própria pele no Conselho de Ética da Casa, onde corre processo que pede a cassação de seu mandato; nesta terça-feira ele se reuniu com o vice-presidente da República e presidente do PMDB, Michel Temer, que ainda está em cima do muro com relação à tentativa de golpe orquestrada pelo PSDB e capitaneada por Cunha

www.brasil247.com - O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, tem aproveitado o recesso parlamentar para articular dois movimentos em Brasília: o do pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, e o de salvar sua própria pele no Conselho de Ética da Casa, onde corre processo que pede a cassação de seu mandato; nesta terça-feira ele se reuniu com o vice-presidente da República e presidente do PMDB, Michel Temer, que ainda está em cima do muro com relação à tentativa de golpe orquestrada pelo PSDB e capitaneada por Cunha
O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, tem aproveitado o recesso parlamentar para articular dois movimentos em Brasília: o do pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, e o de salvar sua própria pele no Conselho de Ética da Casa, onde corre processo que pede a cassação de seu mandato; nesta terça-feira ele se reuniu com o vice-presidente da República e presidente do PMDB, Michel Temer, que ainda está em cima do muro com relação à tentativa de golpe orquestrada pelo PSDB e capitaneada por Cunha (Foto: Romulo Faro)


Brasília 247 - O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), tem aproveitado o recesso parlamentar para articular dois movimentos em Brasília: o do pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, e o de salvar sua própria pele no Conselho de Ética da Casa, onde corre processo que pede a cassação de seu mandato.

Nesta terça-feira (12) o peemedebista se reuniu com o vice-presidente da República e presidente do PMDB, Michel Temer, que ainda está em cima do muro com relação à tentativa de golpe orquestrada pelo PSDB e capitaneada por Cunha.

O encontro não estava previsto na agenda oficial do deputado, conforme publicação da Agência Estado. "Almocei com ele. Eu falo com Michel Temer toda semana. Fui lá bater papo e falar mal de vocês (imprensa)", disse Cunha.

Enquanto Cunha despacha na Câmara, peemedebistas se reúnem nesta tarde no gabinete do atual líder do partido, Leonardo Picciani (RJ), para discutir a escolha do novo líder para este ano.

Os deputados Leonardo Quintão (MG) e Darcísio Perondi (RS) chegaram à Câmara com uma lista de reivindicações. Quintão deixou claro que não abre mão de disputar o cargo contra Picciani. "Não tem proposta para apoiar outro candidato".

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email