Cunha também foi tietado e tirou selfies em aeroporto

Apesar de ter sido chamado de "ladrão" e "safado" no aeroporto de Brasília nesta quinta-feira 15, o ex-deputado Eduardo Cunha, cassado e réu por corrupção, também foi tietado pelos passageiros, que pediram para tirar selfies; um grupo gritava o nome de Cunha e "Fora, PT" para o principal articulador do golpe contra Dilma Rousseff; Cunha foi cassado depois de ter sido denunciado por vários crimes, mas ainda tem admiradores

Apesar de ter sido chamado de "ladrão" e "safado" no aeroporto de Brasília nesta quinta-feira 15, o ex-deputado Eduardo Cunha, cassado e réu por corrupção, também foi tietado pelos passageiros, que pediram para tirar selfies; um grupo gritava o nome de Cunha e "Fora, PT" para o principal articulador do golpe contra Dilma Rousseff; Cunha foi cassado depois de ter sido denunciado por vários crimes, mas ainda tem admiradores
Apesar de ter sido chamado de "ladrão" e "safado" no aeroporto de Brasília nesta quinta-feira 15, o ex-deputado Eduardo Cunha, cassado e réu por corrupção, também foi tietado pelos passageiros, que pediram para tirar selfies; um grupo gritava o nome de Cunha e "Fora, PT" para o principal articulador do golpe contra Dilma Rousseff; Cunha foi cassado depois de ter sido denunciado por vários crimes, mas ainda tem admiradores (Foto: Gisele Federicce)

Brasília 247 – O deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi escrachado no aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília, nesta quinta-feira 15, e ouviu gritos de "ladrão" e "safado", quando embarcava para o Rio de Janeiro.

Por outro lado, também foi tietado e tirou selfies a pedido dos passageiros. Um grupo gritava o nome de Cunha e "Fora, PT". O peemedebista foi o principal articulador do golpe contra Dilma Rousseff, por ter aceitado o pedido de impeachment contra ela quando era presidente da Câmara.

Cunha foi protegido e tratado como aliado por partidos da antiga oposição a Dilma, e até pelo governo Temer, mas depois da consolidação do impeachment, que afastou definitivamente Dilma, acabou isolado e teve o mandato cassado por 450 votos contra apenas 10 favoráveis.

Com a divulgação das fotos do aeroporto nesta sexta-feira 16, internautas lembram frases de manifestantes que foram às ruas de camisa verde e amarela se dizendo contra a corrupção e contra o impeachment, entre as quais "não temos bandido de estimação". Lembram ainda faixas com os dizeres "somos um milhão de cunhas", usadas em atos contra o PT e Dilma.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247