Custo Brasil: ex-tesoureiro do PT é alvo de mandado de prisão

Ex-tesoureiro do PT Paulo Ferreira é um dos alvos da Operação Custo Brasil, deflagrada nesta quinta-feira, 23, pela Polícia Federal, sobre suposto esquema de pagamento de propina de contratos de prestação de serviços de informática com a empresa Consist, na ordem de R$ 100 milhões; PF tentou comprir um mandato de prisão contra Ferreira, mas não o teria encontrado; ao jornal O Globo, Ferreira disse que está em sua residência em Brasília, e que já conversou com advogados sobre a situação; "Qualquer solicitação (da polícia) vou comparecer. Estou na minha casa em Brasília. Estou tranquilo", afirmou

Ex-tesoureiro do PT Paulo Ferreira é um dos alvos da Operação Custo Brasil, deflagrada nesta quinta-feira, 23, pela Polícia Federal, sobre suposto esquema de pagamento de propina de contratos de prestação de serviços de informática com a empresa Consist, na ordem de R$ 100 milhões; PF tentou comprir um mandato de prisão contra Ferreira, mas não o teria encontrado; ao jornal O Globo, Ferreira disse que está em sua residência em Brasília, e que já conversou com advogados sobre a situação; "Qualquer solicitação (da polícia) vou comparecer. Estou na minha casa em Brasília. Estou tranquilo", afirmou
Ex-tesoureiro do PT Paulo Ferreira é um dos alvos da Operação Custo Brasil, deflagrada nesta quinta-feira, 23, pela Polícia Federal, sobre suposto esquema de pagamento de propina de contratos de prestação de serviços de informática com a empresa Consist, na ordem de R$ 100 milhões; PF tentou comprir um mandato de prisão contra Ferreira, mas não o teria encontrado; ao jornal O Globo, Ferreira disse que está em sua residência em Brasília, e que já conversou com advogados sobre a situação; "Qualquer solicitação (da polícia) vou comparecer. Estou na minha casa em Brasília. Estou tranquilo", afirmou (Foto: Aquiles Lins)

Brasília 247 - O ex-tesoureiro do PT Paulo Ferreira é um dos alvos da Operação Custo Brasil, deflagrada nesta quinta-feira, 23, pela Polícia Federal, sobre suposto esquema de pagamento de propina de contratos de prestação de serviços de informática com a empresa Consist, na ordem de R$ 100 milhões.

A PF tentou comprir um mandato de prisão contra Ferreira, mas não o teria encontrado. Ao jornal O Globo, Ferreira disse que está em sua residência em Brasília, e que já conversou com advogados sobre a situação. "Qualquer solicitação (da polícia) vou comparecer. Estou na minha casa em Brasília. Estou tranquilo", afirmou. 

A operação prendeu o ex-ministro das Comunicações Paulo Bernardo. Ao todo, a operação tem 65 mandados judiciais em São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Pernambuco e Distrito Federal. Do total de mandados nesta quinta, 11 são de prisão preventiva, 40 de busca e apreensão e 14 de condução coercitiva, quando a pessoa é levada a prestar depoimento.

 

Conheça a TV 247

Mais de Brasília

Ao vivo na TV 247 Youtube 247