Dilma defende direito à crítica e à manifestação

Alvo de protestos que defendem sua saída da presidência, Dilma Rousseff defendeu hoje, durante a posse do ministro Edinho Silva, da Secretaria de Comunicação Social, o direito de se "ter opiniões, de criticar, de ter oposições e de externá-las sem consequências e sem repressão"; presidente afirmou ser preciso "conviver" com as manifestações de rua e assegurou estar comprometida "com o direito de informar e de criticar"; "Liberdade de imprensa é, para mim, uma das pedras fundadoras da democracia", discursou; "Reitero que nós não temos e não teremos, sob nenhuma hipótese, qualquer ação no sentido de coibir, impedir a livre manifestação das pessoas e a liberdade de imprensa", acrescentou

Brasília - DF, 31/03/2015. Presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de posse do novo Ministro-Chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Edinho Silva no Palácio do Planalto. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
Brasília - DF, 31/03/2015. Presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de posse do novo Ministro-Chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Edinho Silva no Palácio do Planalto. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR (Foto: Gisele Federicce)

247 – A presidente Dilma Rousseff destacou em seu discurso na posse do novo ministro da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva, que "a liberdade de imprensa é uma das pedras fundadoras da democracia". A fala da presidente sinaliza que seu governo não pretende criar qualquer conflito para discutir o projeto do PT de regulação da mídia, alvo de críticas da oposição sob o argumento de que limitaria a liberdade da imprensa.

"As liberdades de expressão e de imprensa são, sobretudo, o exercício do direito de ter opiniões, de criticar e apoiar, de ter oposições e de externá-las sem consequências e sem repressão", disse. "É liberdade também o direito das ruas de protestar. No Brasil, temos que saber conviver com isso. Quem, como eu, e todos aquelas da minha geração, que viveram sob uma ditadura, sabem o imenso valor da liberdade de expressão e de imprensa", continuou.

"A Secom respeitará sempre o direitos de todos à informação e ao conhecimento. Defenderemos sempre o direito à livre manifestação, mas também o direito de defesa e de explicação", afirmou ainda. "Estamos comprometidos com o direito de se manifestar, de informar, de criticar. somos contra a censura, à autocensura, às pressões, e os interesses não confessados que podem coibir o direito à livre manifestação".

"Aproveitando a posse, reitero que nós não temos e não teremos, sob nenhuma hipótese, circunstância, qualquer ação no sentido de coibir, impedir a livre manifestação das pessoas e a liberdade de imprensa".

A presidente agradeceu o trabalho do ministro Thomas Traumann, com quem disse ter passado por "momentos complexos", mas alcançado "muitas vitórias importantes".

Dilma descreveu Edinho Silva como uma "pessoa íntegra e respeitável" e afirmou ter identificado nele, ao fazer a escolha, sua sensibilidade fruto de uma boa experiência como prefeito e parlamentar. Ela destacou sua "capacidade de relacionamento construtivo com setores da sociedade e da imprensa".

Conheça a TV 247

Mais de Brasília

Ao vivo na TV 247 Youtube 247