Diplomata é suspenso por ajudar boliviano a fugir

Responsável pela operação que retirou o ex-senador boliviano Roger Pinto Molina da embaixada brasileira na Bolívia, em 2013, o diplomata Eduardo Saboia será punido com 20 dias de suspensão; o episódio resultou na demissão do então chanceler Antonio Patriota; ainda não há data definida para o início da suspensão e durante o período, Saboia ficará sem receber sua remuneração como diplomata; atualmente ele trabalha no Departamento de Assuntos Financeiros do Itamaraty

Responsável pela operação que retirou o ex-senador boliviano Roger Pinto Molina da embaixada brasileira na Bolívia, em 2013, o diplomata Eduardo Saboia será punido com 20 dias de suspensão; o episódio resultou na demissão do então chanceler Antonio Patriota; ainda não há data definida para o início da suspensão e durante o período, Saboia ficará sem receber sua remuneração como diplomata; atualmente ele trabalha no Departamento de Assuntos Financeiros do Itamaraty
Responsável pela operação que retirou o ex-senador boliviano Roger Pinto Molina da embaixada brasileira na Bolívia, em 2013, o diplomata Eduardo Saboia será punido com 20 dias de suspensão; o episódio resultou na demissão do então chanceler Antonio Patriota; ainda não há data definida para o início da suspensão e durante o período, Saboia ficará sem receber sua remuneração como diplomata; atualmente ele trabalha no Departamento de Assuntos Financeiros do Itamaraty (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 - Responsável pela operação que retirou o ex-senador boliviano Roger Pinto Molina da embaixada brasileira na Bolívia, o diplomata Eduardo Saboia será punido com 20 dias de suspensão. A punição foi publicada em boletim interno do Itamaraty na sexta (10) e foi a mais leve entre as previstas, que preveem até demissão do funcionalismo público.

O episódio resultou na demissão do então chanceler Antonio Patriota e motivou a abertura de uma sindicância para apurar a conduta do servidor. O relatório do grupo estava pronto desde abril do ano passado, mas a possibilidade de um novo desgaste em ano de campanha eleitoral adiou a decisão.

O resultado da sindicância foi criticado pela defesa do diplomata. "Ele atuou no sentido de salvar uma vida. Foi uma atuação humanitária em todos os aspectos e continuamos a entender que está sendo injustiçado", disse o advogado Ophir Cavalcante em matéria do jornal Folha de São Paulo.

Molina foi trazido ao Brasil após permanecer 453 dias enclausurado na representação brasileira em La Paz. Nesse período, o governo de Evo Morales se recusou a conceder salvo-conduto para a retirada do político opositor. Saboia alega que alertou o Itamaraty diversas vezes que a situação estava em "franca deterioração".

O advogado do diplomata disse que ainda cabe recurso de Saboia ao ministro Mauro Vieira (Relações Exteriores). "Isso terá que ser avaliado, e a decisão cabe a ele [Saboia]."

Molina também criticou a decisão final, mas reconhece que o saldo foi positivo.

"Acho uma maneira estranha de fazer homenagem a um herói nacional. [Mas foi] a maneira mais barata de ter um herói. Em outro país dariam uma medalha para ele".

Ainda não há data definida para o início da suspensão, que começa a valer a partir de publicação de portaria. Durante o período, Saboia ficará sem receber sua remuneração como diplomata. Atualmente ele trabalha no Departamento de Assuntos Financeiros do Itamaraty.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247