HOME > Brasília

Em revés para filiação de Bolsonaro, TSE confirma afastamento de presidente do Patriota

O presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, acatou um pedido da ala do Patriota contrária à filiação de Jair Bolsonaro e afastou Adilson Barroso do comando do partido. O atual dirigente é acusado de condutas irregulares

Adilson Barroso e o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso (Foto: Divulgação / STF)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, acatou um pedido da ala do Patriota contrária à filiação de Jair Bolsonaro e afastou Adilson Barroso do comando do partido. O atual dirigente da sigla é a favor da entrada de Bolsonaro, que agora sofreu um revés, pois ele pretende se filiar ao partido para lançar sua candidatura ao segundo mandato. A informação foi publicada pelo jornal O Estado de S.Paulo.

De acordo com Jorcelino Braga, secretário-geral do Patriota, "foram anuladas todas as atitudes dele (Adilson Barroso), que nós chamamos de irregulares". "Estão voltando todos os delegados (afastados pelo presidente) e contrários a filiação de Bolsonaro), está afastando Adilson e Ovasco Resende assume a presidência", afirmou.

Uma convenção nacional do Patriota decidiu, no dia 24 de junho, afastar por 90 dias Adilson Barroso da presidência do partido. A reunião foi convocada pelo vice-presidente da sigla, Ovasco Resende, que assume o comando de forma interina. Barroso é a favor da entrada de Bolsonaro no partido e Resende, contra.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: