Érika Kokay repudia fake news contra seu discurso

Vítima de calúnia e de um vídeo difamatório publicado na internet, a deputada Érika Kokay (PT-DF) promete acionar na Justiça quem editou e distorceu seu discurso, acusando-a de defender o incesto; a fala, obtida em uma palestra proferida por Érika na Associação dos Professores do Paraná, foi colocada fora de contexto propositalmente

Vítima de calúnia e de um vídeo difamatório publicado na internet, a deputada Érika Kokay (PT-DF) promete acionar na Justiça quem editou e distorceu seu discurso, acusando-a de defender o incesto; a fala, obtida em uma palestra proferida por Érika na Associação dos Professores do Paraná, foi colocada fora de contexto propositalmente
Vítima de calúnia e de um vídeo difamatório publicado na internet, a deputada Érika Kokay (PT-DF) promete acionar na Justiça quem editou e distorceu seu discurso, acusando-a de defender o incesto; a fala, obtida em uma palestra proferida por Érika na Associação dos Professores do Paraná, foi colocada fora de contexto propositalmente (Foto: Charles Nisz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 - A deputada federal Érika Kokay (PT-DF) irá processar autores de um vídeo difamatório produzido contra ela e divulgado na internet.

No vídeo, divulgado por militantes de direita e até pelo delegado Franscichini (SDD-PR), uma fala de Érika Kokay durante palestra na Associação dos Professores do Paraná é editada e colocada fora de contexto, como se a parlamentar defendesse o incesto.

"Estou sendo vítima de calúnias e crimes. E quem comete crimes irá responder na Justiça. Quem me conhece sabe que defendo que não tenhamos violência contra crianças e adolescentes", disse a deputada, em vídeo resposta publicado no Facebook.

Para Érika, "o fundamentalismo não admite o contraditório e tem lógica fascista. Só admite o outro se há concordância e tenta calar quem é divergente". De acordo com a deputada, "os caluniadores não irão calá-la".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247