GDF busca parcerias para parque tecnológico

A implementação do parque tecnológico foi tema de reunião no Palácio do Buriti entre o governador do DF, Rodrigo Rollemberg, o presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Maurício Antônio Lopes, e secretários de Estado. Rollemberg convidou a Embrapa para ser a empresa âncora na criação do complexo tecnológico; um grupo de trabalho será criado para definir o modelo do parque e como ele será gerido; governo do Distrito Federal (GDF) busca intensificar as conversas com o setor produtivo e com entidades científicas e tecnológicas

A implementação do parque tecnológico foi tema de reunião no Palácio do Buriti entre o governador do DF, Rodrigo Rollemberg, o presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Maurício Antônio Lopes, e secretários de Estado. Rollemberg convidou a Embrapa para ser a empresa âncora na criação do complexo tecnológico; um grupo de trabalho será criado para definir o modelo do parque e como ele será gerido; governo do Distrito Federal (GDF) busca intensificar as conversas com o setor produtivo e com entidades científicas e tecnológicas
A implementação do parque tecnológico foi tema de reunião no Palácio do Buriti entre o governador do DF, Rodrigo Rollemberg, o presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Maurício Antônio Lopes, e secretários de Estado. Rollemberg convidou a Embrapa para ser a empresa âncora na criação do complexo tecnológico; um grupo de trabalho será criado para definir o modelo do parque e como ele será gerido; governo do Distrito Federal (GDF) busca intensificar as conversas com o setor produtivo e com entidades científicas e tecnológicas (Foto: Leonardo Lucena)

Paula Oliveira, da Agência Brasília - A implementação do parque tecnológico foi tema de reunião desta segunda-feira (30) no Palácio do Buriti entre o governador do DF, Rodrigo Rollemberg, o presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Maurício Antônio Lopes, e secretários de Estado. Rollemberg convidou a Embrapa para ser a empresa âncora na criação do complexo tecnológico. "A ideia é abrir um novo tempo no modelo de desenvolvimento do DF", disse o chefe do Executivo. Um grupo de trabalho será criado para definir o modelo do parque e como ele será gerido. A partir de agora, o governo quer intensificar as conversas com o setor produtivo e com entidades científicas e tecnológicas.

O convite foi feito depois de estudo por parte da equipe do governo sobre os modelos de parques adotados no mundo e dos entraves locais que impediram a implementação do complexo no DF.

Para o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Paulo Salles, a reunião foi decisiva. "Essa parceria é muito importante porque a Embrapa, além de ser referência, tem infraestrutura pronta, com laboratórios, cientistas e todo o conhecimento de que precisamos para começar."

"A nossa proposta é que se pense em um grande modelo de pesquisa e de inovação. Temos densidade científica e tecnológica significativa e podemos aproveitar o que já existe no DF", disse o presidente da Embrapa. Lopes sugeriu focar o parque em estudos dos trópicos no que diz respeito à medicina, à tecnologia da informação e à agricultura.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247