GDF e ONG africana assinam protocolo para a promoção da justiça

A Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social e a Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade, com sede em Maputo, Moçambique, assinaram um protocolo de intenções; ato ocorre um dia antes de Brasília ser a primeira cidade do País a receber a tocha olímpica e no mês em que é celebrado o Dia Internacional da África, em 25 de maio; o objetivo da parceria é promover a cooperação técnica, científica e educacional entre a pasta e a organização não governamental presidida pela ativista moçambicana Graça Machel, viúva de Nelson Mandela e mundialmente conhecida pelo trabalho em prol da justiça social, do empoderamento feminino e da cultura de paz

A Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social e a Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade, com sede em Maputo, Moçambique, assinaram um protocolo de intenções; ato ocorre um dia antes de Brasília ser a primeira cidade do País a receber a tocha olímpica e no mês em que é celebrado o Dia Internacional da África, em 25 de maio; o objetivo da parceria é promover a cooperação técnica, científica e educacional entre a pasta e a organização não governamental presidida pela ativista moçambicana Graça Machel, viúva de Nelson Mandela e mundialmente conhecida pelo trabalho em prol da justiça social, do empoderamento feminino e da cultura de paz
A Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social e a Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade, com sede em Maputo, Moçambique, assinaram um protocolo de intenções; ato ocorre um dia antes de Brasília ser a primeira cidade do País a receber a tocha olímpica e no mês em que é celebrado o Dia Internacional da África, em 25 de maio; o objetivo da parceria é promover a cooperação técnica, científica e educacional entre a pasta e a organização não governamental presidida pela ativista moçambicana Graça Machel, viúva de Nelson Mandela e mundialmente conhecida pelo trabalho em prol da justiça social, do empoderamento feminino e da cultura de paz (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Guilherme Pera, da Agência Brasília - A Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social e a Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade, com sede em Maputo, Moçambique, assinaram um protocolo de intenções nesta segunda-feira (2). O ato ocorre um dia antes de Brasília ser a primeira cidade do País a receber a tocha olímpica e no mês em que é celebrado o Dia Internacional da África, em 25 de maio. O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, participou do evento na manhã de hoje.

O objetivo da parceria é promover a cooperação técnica, científica e educacional entre a pasta e a organização não governamental presidida pela ativista moçambicana Graça Machel, viúva de Nelson Mandela e mundialmente conhecida pelo trabalho em prol da justiça social, do empoderamento feminino e da cultura de paz.

"O que fazemos aqui é compartilhar experiências bem-sucedidas. Queremos transformar Brasília em uma referência da cultura de paz. Sabemos que ainda vivemos numa sociedade desigual, com muita violência doméstica, contra a mulher e contra os jovens — especialmente jovens negros", afirmou Rollemberg. "Recebemos a Graça Machel em um momento histórico, logo antes da Olimpíada, que talvez representem o evento mundial mais significativo em que os povos deixam suas diferenças de lado", completou.

Os trabalhos da cooperação serão aplicados no Viva Brasília – Pacto pela Vida, programa de segurança pública do governo local. "É grande a honra de fazer parte desse momento em que Brasília vai receber a tocha olímpica. Assinamos aqui um um compromisso de colocar na cabeça das pessoas a semente da paz", disse a ativista.

Participaram do evento a colaboradora do governo Márcia Rollemberg, esposa do governador; a secretária de Segurança Pública e da Paz Social, Márcia de Alencar Araújo; os comandantes-gerais do Corpo de Bombeiros, coronel Hamilton Santos Esteves Junior, e da Polícia Militar, coronel Marcos Antônio Nunes de Oliveira; o diretor-geral do Departamento de Trânsito, Jayme Amorim; o subsecretário do Sistema Penitenciário, Anderson Espíndola; e os embaixadores de Moçambique, Manuel Tomás Lubisse, e da África do Sul, Joseph Ntshikiwane Mashimbye.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247