GDF nomeia 139 na Saúde e 155 na Polícia Civil

A designação aconteceu por decreto publicado no Diário Oficial do Distrito Federal desta segunda-feira (27); são 14 médicos (11 clínicos gerais e 3 pediatras), 18 enfermeiros, cinco farmacêuticos-bioquímicos-laboratório e 102 técnicos em saúde — dos quais 72 da área de enfermagem, 20 administrativos, seis de laboratório e quatro em radiologia; todos os selecionados serão lotados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Sobradinho; também foram nomeados 155 para a Polícia Civil, entre agentes e escrivães

A designação aconteceu por decreto publicado no Diário Oficial do Distrito Federal desta segunda-feira (27); são 14 médicos (11 clínicos gerais e 3 pediatras), 18 enfermeiros, cinco farmacêuticos-bioquímicos-laboratório e 102 técnicos em saúde — dos quais 72 da área de enfermagem, 20 administrativos, seis de laboratório e quatro em radiologia; todos os selecionados serão lotados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Sobradinho; também foram nomeados 155 para a Polícia Civil, entre agentes e escrivães
A designação aconteceu por decreto publicado no Diário Oficial do Distrito Federal desta segunda-feira (27); são 14 médicos (11 clínicos gerais e 3 pediatras), 18 enfermeiros, cinco farmacêuticos-bioquímicos-laboratório e 102 técnicos em saúde — dos quais 72 da área de enfermagem, 20 administrativos, seis de laboratório e quatro em radiologia; todos os selecionados serão lotados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Sobradinho; também foram nomeados 155 para a Polícia Civil, entre agentes e escrivães (Foto: Leonardo Lucena)

Brasília 247 - O governo do Distrito Federal nomeou 139 profissionais da saúde. A designação aconteceu por decreto publicado no Diário Oficial do Distrito Federal desta segunda-feira (27). São 14 médicos (11 clínicos gerais e 3 pediatras), 18 enfermeiros, cinco farmacêuticos-bioquímicos-laboratório e 102 técnicos em saúde — dos quais 72 da área de enfermagem, 20 administrativos, seis de laboratório e quatro em radiologia. Todos os selecionados serão lotados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Sobradinho. Também foram nomeados 155 para a Polícia Civil, entre agentes e escrivães.

“Com isso, nós esperamos melhorar o atendimento à população especialmente na saúde e na segurança. Esses servidores da saúde atenderão basicamente na UPA de Sobradinho, já que nós temos vários contratos temporários sendo encerrados em junho, julho e agosto. Com essas contratações, nós já completamos no nosso governo o chamamento de 2.243 servidores na saúde, concursados e 366 policiais civis na área de segurança. Nós chamaremos ainda na primeira quinzena de agosto, mais 155 policiais civis”, disse o governador Rodrigo Rollemberg.

Segundo a assessoria de comunicação do governo, as nomeações na Saúde substituirão contratos temporários com vencimentos em junho, julho e agosto deste ano. Atualmente, há 105 contratos do tipo em vigência na UPA de Sobradinho. Desde janeiro, a pasta já nomeou 2.104 servidores. Desses, 658 são médicos.

Os convocados dispõem de 30 dias para entregar a documentação no edifício-sede da Secretaria de Saúde (Setor de Áreas Isoladas Norte, Bloco B, antigo prédio da Câmara Legislativa), a partir da data da publicação. Depois da posse, os profissionais têm cinco dias para entrar em exercício. A lista de documentos a serem apresentados e outras instruções estão no site da secretaria.

Mesmo com aumento de impostos desde janeiro, os gastos do governo com servidores continuam acima do permitido nos quatro primeiros meses de 2016. As despesas com pessoal atingiram 47,08% da receita corrente líquida (somatório dos impostos), de acordo com relatório divulgado no Diário Oficial. O limite de alerta é de 44,1% e o prudencial, de 46,55%.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247