General Heleno trava disputa com Iphan para colocar torres antidrones de R$ 2,49 milhões em palácios

O Gabinete de Segurança Institucional, de Augusto Heleno, contratou, por R$ 2,49 milhões, um sistema de detecção e “neutralização” de drones. Antenas de 20 metros, 10 metros e 6 metros seriam instaladas nos palácios do Planalto, Alvorada e Jaburu. No entanto, o projeto está sendo barrada pelo Iphan, responsável por proteger as obras de Oscar Niemeyer

General Augusto Heleno
General Augusto Heleno (Foto: Marcos Correa)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Gabinete de Segurança Institucional (GSI), do general Augusto Heleno, contratou, por R$ 2,49 milhões, um sistema de detecção e “neutralização” de drones em possíveis ataques contra a cúpula do Poder Executivo. O equipamento está instalado para proteger a área dos palácios do Planalto, da Alvorada e do Jaburu. No entanto, o projeto está sendo barrada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), responsável por proteger o tombamento das obras de Oscar Niemeyer, uma vez que a empresa contratada quer instalar grandes antenas nas lajes dos atuais locais de trabalho e moradia de Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão. A reportagem é do portal Metrópoles.

No projeto original, uma antena de cerca de 20 metros de altura seria instalada no teto do Palácio do Planalto. Uma outra estrutura de 10 metros de altura seria instalada no Palácio do Alvorada. A última, de 6 metros, no Jaburu. Todas sustentadas por cabos, formando uma “pirâmide”, acrescenta a reportagem. 

A gestão de Augusto Heleno, chefe do GSI, investiu no projeto e o embate burocrático começou em março deste ano, após ser assinado um contrato com a empresa Segurpro Tecnologia em Sistemas de Segurança para a compra dos equipamentos de proteção

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247