Governadores do PT pressionam bancadas por votos pró-Dilma

Rui Costa (Bahia), Camilo Santana (Ceará) e Wellington Dias (Piauí) já iniciaram reuniões com parlamentares de seus respectivos Estados e com os ministros Jaques Wagner (Gabinete da Presidência) e Ricardo Berzonini (Governo), em busca de votos pró-governo; eles também devem exonerar deputados federais que ocupam cargos de secretários estaduais para garantir apoio a presidente Dilma Rousseff contra o impeachment 

Rui Costa (Bahia), Camilo Santana (Ceará) e Wellington Dias (Piauí) já iniciaram reuniões com parlamentares de seus respectivos Estados e com os ministros Jaques Wagner (Gabinete da Presidência) e Ricardo Berzonini (Governo), em busca de votos pró-governo; eles também devem exonerar deputados federais que ocupam cargos de secretários estaduais para garantir apoio a presidente Dilma Rousseff contra o impeachment 
Rui Costa (Bahia), Camilo Santana (Ceará) e Wellington Dias (Piauí) já iniciaram reuniões com parlamentares de seus respectivos Estados e com os ministros Jaques Wagner (Gabinete da Presidência) e Ricardo Berzonini (Governo), em busca de votos pró-governo; eles também devem exonerar deputados federais que ocupam cargos de secretários estaduais para garantir apoio a presidente Dilma Rousseff contra o impeachment  (Foto: Roberta Namour)

247 – No dia do início da votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) na Câmara dos Deputados, governadores petistas desembarcam em Brasília em busca de votos pró-governo.

Rui Costa (Bahia), Camilo Santana (Ceará) e Wellington Dias (Piauí) já iniciaram reuniões com parlamentares de seus respectivos Estados e com os ministros Jaques Wagner (Gabinete da Presidência) e Ricardo Berzonini (Governo).

Eles também devem exonerar deputados federais que ocupam cargos de secretários estaduais para garantir apoio.

Leia aqui reportagem de João Pedro Pitombo sobre o assunto.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247