Governadores do PT pressionam bancadas por votos pró-Dilma

Rui Costa (Bahia), Camilo Santana (Ceará) e Wellington Dias (Piauí) já iniciaram reuniões com parlamentares de seus respectivos Estados e com os ministros Jaques Wagner (Gabinete da Presidência) e Ricardo Berzonini (Governo), em busca de votos pró-governo; eles também devem exonerar deputados federais que ocupam cargos de secretários estaduais para garantir apoio a presidente Dilma Rousseff contra o impeachment 

Rui Costa (Bahia), Camilo Santana (Ceará) e Wellington Dias (Piauí) já iniciaram reuniões com parlamentares de seus respectivos Estados e com os ministros Jaques Wagner (Gabinete da Presidência) e Ricardo Berzonini (Governo), em busca de votos pró-governo; eles também devem exonerar deputados federais que ocupam cargos de secretários estaduais para garantir apoio a presidente Dilma Rousseff contra o impeachment 
Rui Costa (Bahia), Camilo Santana (Ceará) e Wellington Dias (Piauí) já iniciaram reuniões com parlamentares de seus respectivos Estados e com os ministros Jaques Wagner (Gabinete da Presidência) e Ricardo Berzonini (Governo), em busca de votos pró-governo; eles também devem exonerar deputados federais que ocupam cargos de secretários estaduais para garantir apoio a presidente Dilma Rousseff contra o impeachment  (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – No dia do início da votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) na Câmara dos Deputados, governadores petistas desembarcam em Brasília em busca de votos pró-governo.

Rui Costa (Bahia), Camilo Santana (Ceará) e Wellington Dias (Piauí) já iniciaram reuniões com parlamentares de seus respectivos Estados e com os ministros Jaques Wagner (Gabinete da Presidência) e Ricardo Berzonini (Governo).

Eles também devem exonerar deputados federais que ocupam cargos de secretários estaduais para garantir apoio.

Leia aqui reportagem de João Pedro Pitombo sobre o assunto.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email