Guerra suja: Reinaldo dispara contra potencial nome para o STF

O blogueiro neocon Reinaldo Azevedo disparou acusações falsas contra Marcus Vinícius Coêlho, presidente da OAB, que é um dos potenciais nomes para a vaga de Joaquim Barbosa no STF; entre elas, a de que ele deveria explicações ao Conselho Nacional de Justiça; certidões expedidas pelo CNJ revelam que Marcus Vinicius Coelho não responde a nenhum processo; trata-se apenas de mais uma tentativa de interferir na Justiça e intimidar o Senado, a quem cabe chancelar ou não escolhas da presidência da República

O blogueiro neocon Reinaldo Azevedo disparou acusações falsas contra Marcus Vinícius Coêlho, presidente da OAB, que é um dos potenciais nomes para a vaga de Joaquim Barbosa no STF; entre elas, a de que ele deveria explicações ao Conselho Nacional de Justiça; certidões expedidas pelo CNJ revelam que Marcus Vinicius Coelho não responde a nenhum processo; trata-se apenas de mais uma tentativa de interferir na Justiça e intimidar o Senado, a quem cabe chancelar ou não escolhas da presidência da República
O blogueiro neocon Reinaldo Azevedo disparou acusações falsas contra Marcus Vinícius Coêlho, presidente da OAB, que é um dos potenciais nomes para a vaga de Joaquim Barbosa no STF; entre elas, a de que ele deveria explicações ao Conselho Nacional de Justiça; certidões expedidas pelo CNJ revelam que Marcus Vinicius Coelho não responde a nenhum processo; trata-se apenas de mais uma tentativa de interferir na Justiça e intimidar o Senado, a quem cabe chancelar ou não escolhas da presidência da República (Foto: Leonardo Attuch)

Brasília 247 - O blogueiro neocon Reinaldo Azevedo disparou sua artilharia contra um dos potenciais nomes para a vaga de Joaquim Barbosa no Supremo Tribunal Federal. Seu alvo é o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Marcus Vinícius Furtado Coêlho, a quem ele disparou diversas acusações falsas nesta sexta-feira (leia mais aqui).

Azevedo atribui ao atual presidente da OAB a responsabilidade pelas ações contra a PEC dos precatórios e do fim do financiamento de empresas nas campanhas eleitorais, que teriam sido articuladas – segundo ele – com os ministros Luiz Fux e Luis Roberto Barroso. Ocorre que, na verdade, ambas ações foram propostas por ex-presidentes da OAB, respectivamente, Cezar Britto, em 2008 e Ophir Cavalcante, em 2011. 
 
Por ataques envolvendo o Conselho Nacional de Justiça, 247 entrou em contato com a assessoria de imprensa da OAB e obteve duas certidões expedidas pelo CNJ onde consta que Marcus Vinicius Coelho não responde a nenhum processo no citado órgão judicial. Ou seja, foi mais uma vítima dos disparos de um blogueiro que já foi alcunhado como "rola-bosta" pelo teólogo Leonardo Boff.

Confira, abaixo, as certidões:

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247