Homem da mala de Ciro Nogueira pede proteção à PF

O ex-assessor do PP José Expedito Rodrigues Almeida entrou no Programa de Proteção à Testemunha; ele afirmou ter carregado bolsas e malas de dinheiro para o presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira, e para o deputado Eduardo da Fonte, o Dudu da Fonte; Almeida tem medo de sofrer represálias

ciro nogueira
ciro nogueira (Foto: Gustavo Conde)

247 – O ex-assessor do PP José Expedito Rodrigues Almeida entrou no Programa de Proteção à Testemunha. Ele afirmou ter carregado bolsas e malas de dinheiro para o presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira (foto), e para o deputado Eduardo da Fonte, o Dudu da Fonte. Almeida tem medo de sofrer represálias.

Almeida também trabalhou para outros parlamentares do PP. Um deles foi Fernando Monteiro (PE), que afirmou ter contratado o ex-assessor a pedido de Dudu da Fonte, que, na época, era líder da bancada do partido.

Almeida, que é conhecido como ‘Rodrigo’ na câmara, transitou em vários gabinetes do congresso. Registros mostram o ex-assessor lotado, entre outros, no gabinete do ex-deputado Márcio Junqueira (PROS-RR), que já foi do PP.

Junqueira foi preso na terça-feira da semana passada na operação da PF, sob suspeita de tentativa de obstrução da Justiça - o ex-deputado teria tentado comprar o silêncio de Almeida. Ciro Nogueira e Dudu da Fonte também são suspeitos de tentativa de coagir o ex-assessor para que ele não revelasse detalhes de sua atividade junto aos respectivos gabinetes.

Leia mais aqui.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247